História

Azonasul completa 56 anos

Nos últimos seis meses, as 22 prefeituras têm unido forças para desenvolver ações que possam barrar a propagação do novo coronavírus

20 de Setembro de 2020 - 10h03 Corrigir A + A -
Atividades alusivas à data ocorrerão nas redes sociais da entidade (Foto: Divulgação - DP)

Atividades alusivas à data ocorrerão nas redes sociais da entidade (Foto: Divulgação - DP)

Presidente, Luís Henrique Pereira da Silva (PP), diz que é um orgulho liderar grupo tão coeso   (Foto: Divulgação - DP)

Presidente, Luís Henrique Pereira da Silva (PP), diz que é um orgulho liderar grupo tão coeso (Foto: Divulgação - DP)

Em meio a um cenário adverso no que diz respeito às relações sociais e com um papel de protagonismo para contornar os desgastes causados pela pandemia, a Associação dos Municípios da Zona Sul (Azonasul) completa neste domingo (20) 56 anos de atividades ininterruptas. Por decisão unânime, as atividades alusivas à data ocorrerão nas redes sociais da entidade.

Fundada em Piratini, pelo então prefeito de Pelotas, Edmar Fetter, a Azonasul conta hoje com 22 prefeituras associadas desenvolvendo intensa atividade institucional, política e técnica, com objetivo de fortalecer o municipalismo. Com eleições anuais para a composição da diretoria, a Azonasul está sob a coordenação do prefeito de Arroio Grande, Luís Henrique Pereira da Silva (PP).

Entre as pautas regionais, destaque para a mobilização em torno da retomada das obras de duplicação da BR 116 e, nos últimos seis meses, a forte atuação para a definição de posições, protocolos de distanciamento social e posturas regionalizadas para conter a disseminação da Covid-19 na região.

"É motivo de orgulho saber que lideramos um grupo tão coeso, o qual se tornou referência na mitigação dos prejuízos causados à sociedade, tanto no que diz respeito à preservação de vidas, como também, no equilíbrio para a retomada econômica", disse o presidente.

Projetos
A Azonasul foi pioneira na criação do Panorama Regional da Covid-19, um boletim diário que já está na 186ª edição, tendo como objetivo divulgar números, comportamento e a evolução do vírus nos 22 municípios da região. A equipe técnica também atua nas áreas de assessoramento ambiental; legislação eleitoral e aperfeiçoamento da gestão pública, através da Escola de Governos.

Dentro da sede própria, com 400 metros quadrados, no Centro de Pelotas, funciona o Consórcio Público do Extremo Sul (Copes), uma ferramenta à disposição das administrações municipais para realização de compras coletivas com otimização de recursos.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados