Combustível

Após novo reajuste, gasolina chega a R$ 7,09 na região

Com as altas acumuladas desde início do ano, movimento nos postos já tem apresentado queda

15 de Março de 2021 - 09h35 Corrigir A + A -
Pesado.  Abastecer o carro tem saído cada vez mais caro. (Foto: Jô Folha - DP)

Pesado. Abastecer o carro tem saído cada vez mais caro. (Foto: Jô Folha - DP)

Na última semana, os valores dos combustiveis sofreram mais um reajuste, em especial a gasolina. Já é o sexto aumento em 2021. O resultado é que, na Zona Sul, os preços chegaram a alcançar entre R$ 5,99 em Pelotas e R$ 7,09 em Jaguarão. Com a alta, o movimento nas abastecedoras já apresenta queda, preocupando os responsáveis que buscam alternativas para manter os clientes.

Em levantamento feito pelo Diário Popular, Jaguarão foi a cidade com o valor mais alto. Segundo Rodrigo Gomes, gerente de um dos postos pesquisados, o movimento de clientes diminuiu, mas ele não sabe se tem relação com o aumento no valor ou as restrições feitas pelo governo estadual, que fazem com que haja menor circulação de pessoas. Gomes ainda comenta que outro ponto que pode interferir no movimento é a concorrência com Uruguai, que oferece um subsídio de até 24% para quem abastecer no país e isso acaba fazendo com que a clientela fique na cidade vizinha.

Em Pelotas, Erico Escalante, gerente de um dos postos pesquisados pela reportagem, diz que o movimento apresentou queda entre 25% e 30%. Ele também atribui essa diminuição ao aumento dos preços e às restrições impostas pela bandeira preta e lockdown decretado no último final de semana.

Além da gasolina, o diesel, utilizado no abastecimento do transporte de cargas de todo país, sofreu cinco reajustes de preços este ano. Esses aumentos impactam diretamente em áreas como alimentação e serviços. De acordo com o levantamento, o valor mais alto também é em Jaguarão: chega a ser cobrado R$ 4,90.

Conquistar clientes

Os motoristas já perceberam que é necessário fazer a boa e velha pesquisa para garantir o menor preço na hora de abastecer. Sabendo disso, os estabelecimentos já têm buscado maneiras para fidelizar clientes, apostando em descontos.

Em Jaguarão, para tentar aliviar o bolso dos motoristas, alguns postos oferecem vantagens para quem for cadastrado na rede. Em um dos postos, o desconto pode chegar até 10%. Para realizar o cadastro, basta informar o nome completo, RG e CPF. Já no posto onde Gomes trabalha, se o cliente baixar o aplicativo da rede e se cadastrar pode ter uma diminuição que varia entre 4% e 5% na hora de pagar. Essa prática de oferecer descontos também é presente nos postos de outras cidades, basta o cliente se informar.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados