Reconhecimento

Acadêmicos de Medicina da UCPel em destaque

Estudantes concluintes em 2019 obtiveram nota igual ou superior a 85 pontos no Enade

22 de Outubro de 2020 - 12h22 Corrigir A + A -
Nota alta foi obtida por apenas 10% dos acadêmicos do país (Foto: Divulgação - DP)

Nota alta foi obtida por apenas 10% dos acadêmicos do país (Foto: Divulgação - DP)

Acadêmicos do curso de Medicina da Universidade Católica de Pelotas (UCPel) integram grupo com as maiores notas do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) em 2019. Divulgado na terça-feira (21) em coletiva do MEC, apenas 10% dos estudantes de todo o país obtiveram nota igual ou superior a 85 pontos na prova. As questões aplicadas trataram sobre a formação geral e específica na área de Medicina.

Devido ao desempenho dos concluintes, a Católica de Pelotas foi mencionada entre as 18 instituições de ensino no país que mais agregaram na formação de seus alunos. No Rio Grande do Sul, além da UCPel, integra a lista a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS).

De acordo com a diretora do Centro de Ciências da Saúde da UCPel, Moema Chatkin, contribuíram para o resultado o acompanhamento constante dos alunos nos processos de aprendizagem. Outro item citado pela docente é o trabalho voltado à qualificação do projeto pedagógico do curso, assim como constante acompanhamento do corpo docente e incentivo à utilização de novas metodologias de aprendizagem.

A pró-reitora acadêmica da UCPel, professora Patrícia Giusti, acrescenta o comprometimento dos alunos com o processo avaliativo do Enade como fundamental para a obtenção do desempenho. “Isso também mostra o quanto a instituição contribuiu através de seus professores e infraestrutura para a qualificação e entrega de bons profissionais à sociedade”, diz.

Ensinar atendendo

Um dos diferenciais do curso de Medicina da UCPel é possuir hospital próprio, voltado prioritariamente para atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS). Também é avaliado como diferencial a administração de seis Unidades Básicas de Saúde (UBS’s), um campus totalmente voltado à saúde, local onde ocorrem os atendimentos ambulatoriais. “Tudo isso acontece em um curso que tem como lema o aprender praticando”, comenta a diretora. As práticas da Medicina começam já no primeiro período, em cenários de aprendizagem que incluem serviços em todos os níveis de atenção à saúde.

Maior escola médica do Estado

Devido à vocação da Católica de Pelotas ao ensino da saúde e atendimento da comunidade, em 2017, a instituição se tornou a maior escola médica do Rio Grande do Sul, com a oferta de 180 vagas anuais.

Diversas qualificações de infraestrutura estão ocorrendo deste então para receber os novos alunos. Atualmente, são 80 salas de atendimento médico, laboratórios tradicionais como o de fisiologia e morfologia, acesso à tecnologia de ponta, como o Laboratório de Simulação Realística, a mesa digital, e a instrumentos como o Body Interact (com inúmeros casos clínicos que podem ser resolvidos virtualmente).


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados