Imunização

À espera da vacina

Expectativa é de que o carregamento chegue no município nesta terça-feira

18 de Janeiro de 2021 - 20h25 Corrigir A + A -
Primeiras doses saíram na segunda-feira de Brasília (Foto: Felipe Dalla Valle - Palácio Piratini)

Primeiras doses saíram na segunda-feira de Brasília (Foto: Felipe Dalla Valle - Palácio Piratini)

A 3ª Coordenadoria Regional de Saúde (3ª CRS), que abrange Pelotas e mais 21 municípios, receberá 12.400 doses da vacina. A previsão, até o fechamento desta reportagem, é que as 341,8 mil doses destinadas ao Estado desembarcassem em Porto Alegre por volta das 20h30min. A prefeita Paula Mascarenhas (PSDB) garante que assim que as primeiras vacinas chegarem à cidade a estrutura estará pronta e as equipes a postos para dar início ao trabalho.

De acordo com a titular da 3ª Coordenadoria Regional de Saúde (3RS), Caroline Hoffmann, as doses, provavelmente, serão liberadas nesta terça-feira (19), mas sem um horário definido. Além disso, ela afirmou que essa primeira leva de imunizantes será aplicada em profissionais da linha de frente da Covid-19, pessoas institucionalizadas - idosos e deficientes em casas de acolhimento - e população indígena. Para a distribuição, o Ministério da Saúde (MS) dividiu entre aviões da FAB, da Azul e via terrestre. O Estado iria receber via terrestre, o que acabou sendo modificado e as doses encaminhadas em voo da Azul.

Em entrevista à Rádio Gaúcha, a secretária de Saúde, Arita Bergmann, afirmou que a distribuição das vacinas irá obedecer o corte populacional. Sendo assim, caberia a Pelotas 4.960 doses. Porém, o número de imunização para cada município não tinha sido divulgado até o final da tarde de segunda-feira.

Em Pelotas

Até o fechamento desde edição, a prefeitura do município ainda não sabia informar quantos locais serão pontos de vacinação. Conforme a assessoria de imprensa do Executivo, em princípio, as vacinas serão aplicadas nas Salas de Vacinação das Unidades Básicas de Saúde e no Centro de Especialidades.

Sobre a quantia dos freezers de armazenamento, a secretária de Saúde, Roberta Paganini, informa que hoje Pelotas conta com nove câmaras frias com bateria, específicas para armazenamento de vacinas que precisam ser refrigeradas entre 2 e 8 ºC, além de duas geladeiras. Essa estrutura já é utilizada nas campanhas de imunização contra a Influenza, por exemplo. Além destas, outras cinco câmaras estão em processo de compra para reforçar a rede de frio. Segundo a Vigilância Epidemiológica da SMS, responsável pelo setor de imunizações, essa estrutura tem capacidade para armazenar entre 40 e 80 mil doses de vacinas, dependendo se os frascos de são monodoses ou multidoses.

O primeiro a ser vacinado em Pelotas ainda não foi divulgado. Entretanto, o Executivo afirma que haverá um ato simbólico, mas ainda não há data, horário ou local definido. “Depende da chegada das doses”, diz a assessoria de imprensa da prefeitura. Caso Pelotas receba as 4.960 doses elas não serão suficientes para todos os profissionais da saúde. Segundo a Secretaria de Administração e Recursos Humanos, existem 2.028 servidores lotados na Secretaria Municipal de Saúde. Entre auxiliares de enfermagem, fisioterapeutas, farmacêuticos bioquímicos, médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem, são 859 profissionais. No município, estima-se que são 19 mil profissionais de saúde atuantes.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados