Futsal

XV de Novembro fica com o título da Conferência Leste

Em noite de blecaute, Pelotas vence no tempo normal, mas perde por 1 a 0 na prorrogação e fica com o vice-campeonato

13 de Outubro de 2019 - 01h55 Corrigir A + A -
Antes do apagão, ginásio do DC esteve lotado para a decisão da conferência (Foto: Leandro Lopes - DP)

Antes do apagão, ginásio do DC esteve lotado para a decisão da conferência (Foto: Leandro Lopes - DP)

O Pelotas lutou muito, mas cedeu no fim e ficou com o vice-campeonato da Conferência Leste da Liga Gaúcha 3. Depois de vencer no tempo normal por 2 a 1, o Lobo acabou tomando um gol nos minutos finais da prorrogação e viu o XV de Novembro de Vila Maria conquistar a taça no ginásio DC Esportes. No entanto, o clube pelotense foi informado pela FGFS que estará na Liga 2 em 2020, por conta da desistência de um clube. A Federação irá formalizar a desistência e a vaga nos próximos dias, em anúncio oficial. 

Confronto intenso
O jogo teve grande intensidade, do início ao fim. Embalado pela torcida, que lotou o ginásio, o Pelotas tomou a iniciativa e partiu pra cima, principalmente com Mauricinho e Rafael Almeida. O goleiro Rodrigo, seguro na defesa, quase resolveu no ataque. Com um chutaço do outro lado da quadra, ele obrigou o arqueiro do XV de Novembro a fazer grande defesa em lance de boa recuperação.

O primeiro gol do jogo veio em lance de bola parada. Rafael Almeida cobrou forte o lance em dois tempos. Desatento, o goleiro Chico tocou na bola, que foi parar no fundo da rede, para delírio da torcida áureo-cerúlea. A vantagem acendeu o time, mas todas as luzes se apagaram logo em seguida. Um blecaute, segundo a Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) causado por atos de vandalismo, deixou a cidade às escuras. Foram necessários dois geradores para que o jogo pudesse ter continuidade. Detalhe: a retomada ocorreu somente três horas depois.

Já era quase meia-noite quando a bola voltou a rolar na quadra do DC. O tempo de descanso não diminuiu o ímpeto das duas equipes. Após a parada forçada, o XV voltou melhor. Ainda no fim do primeiro tempo, o time de Vila Maria chegou ao empate com Luft, cobrando falta.

A vontade era tanta que os visitantes estouraram o limite de faltas ainda antes do intervalo. Rafael Almeida foi derrubado na lateral da quadra. Ele mesmo cobrou o tiro livre direto e fez 2 a 1 pro Lobo.

No segundo tempo ninguém mexeu no placar. Faltou pontaria e sobrou recurso para o goleiro Rodrigo, do Pelotas, que fez defesas fundamentais para garantir a vantagem. No último segundo do tempo normal, ele defendeu com o pé o que seria o gol do título do XV de Novembro.

Decisão na madrugada
O relógio marcava 1h32min quando foi dado o pontapé inicial para a prorrogação. A vantagem agora era do Pelotas, time de melhor campanha.

Apesar do avançado da hora, o ritmo seguiu forte. Daniel Carvalho obrigou o goleiro Chico a fazer grande defesa no primeiro tempo. Buscando espaço na quadra de ataque, o XV de Novembro teve paciência para trocar passes, mas teve dificuldade para encontrar brechas na defesa áureo-cerúlea.

O segundo tempo começou com a pressão final do time de Vila Maria. Ângelo entrou como goleiro linha e comandou a equipe. Vini, em lance pela esquerda, bateu firme, mas a bola subiu demais. No minuto seguinte, Ângelo avançou à linha de fundo pelo lado direito e bateu cruzado, mas ninguém completou pro gol.

Foi quando a insistência dos visitantes deu resultado. Ângelo soltou a bomba e marcou o gol do título. Nos minutos finais a pressão passou a ser do Lobo, mas sem resultado. O time de Vila Maria comemorou a conquista no ginásio do DC. O XV de Novembro enfrenta agora o Cerro Largo, campeão da Conferência Oeste, na disputa do título geral da Liga Gaúcha 3.

Paulista é eliminado na Série Ouro

Na noite de sábado, a Assoeva voltou a vencer o Paulista, desta vez no jogo da volta da semifinal da Série Ouro. Na quadra do ginásio Poliesportivo, o placar de 7 a 1 foi constituído com gols de Marcelo Giba, Torres, Dill e Tuiu no primeiro tempo, e Maninho, Vagner Manica e Tuiu na etapa complementar. Bochinha descontou para o rubro-negro pelotense. Agora, a equipe de Venâncio Aires enfrenta a SER Alvorada na final, que eliminou Rabelo após vencer por 9 a 4.

 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados