Gauchão 2020

Wendel renova com o Pelotas

Zagueiro confirmou o acerto com o Lobo até o final da temporada

25 de Junho de 2020 - 19h57 Corrigir A + A -

Por: Vinícius Guerreiro
vinicius.guerreiro@diariopopular.com.br

Aos 24 anos, Wendel tem quatro jogos com a camisa do Lobo (Foto: Tales Leal/ECP)

Aos 24 anos, Wendel tem quatro jogos com a camisa do Lobo (Foto: Tales Leal/ECP)

O Pelotas renovou com mais um zagueiro que disputou o Gauchão deste ano até a parada devido à pandemia da Covid-19. Depois do acerto com o experiente Felipe Chaves, foi a vez de renovar com o jovem Wendel Lomar. O defensor de 24 anos confirmou que permanece na Boca do Lobo até o final da Série D do Brasileiro.

“Nós entramos em acordo, acertamos, sim. Tudo encaminhado para no retorno do futebol eu estar de volta ao Pelotas. Eu me senti muito honrado com esse desejo do Pelotas, pois a equipe estará muito modificada. Fica a sensação de que fiz um trabalho bem feito e deixei boa impressão”, afirmou o atleta.

Wendel ganhou espaço com o ex-técnico Luiz Carlos Winck nos últimos jogos do estadual. Depois de entrar no segundo tempo contra o Juventude, na única vitória do Lobo até aqui no campeonato, foi titular nos três jogos finais.

Canhoto, Wendel demonstrou a característica de gostar de jogar com a bola no pé. O defensor busca constantemente os passes mais agudos e gosta da liberdade para avançar com a bola. Movimentos que o novo técnico do Áureo-cerúleo, Ricardo Colbachini, prestigia.

“Eu me vejo nessa característica. Antes da pausa o próprio Winck me dava liberdade de sair jogando e conduzir um pouco a bola. O Colbachini gosta bastante de zagueiros ‘ofensivos’, vamos dizer assim, que dêem o passe mais agudo. Isso vai ser bom pra mim”, ressalta.

Não fica

Um dos nomes que disputaram o Gauchão que o Pelotas tentava manter no elenco para o restante da competição e posteriormente para a disputa da Série D do Brasileiro era o goleiro Renan Dida. Porém, o jogador acabou pedindo um salário superior ao pretendido pelo clube e não deverá acertar. Outro ponto, em uma informação trazida pelo repórter independente Eduardo Torres, é que o atleta estaria conversando com o Xavante.

Dida chegou na Boca do Lobo para a Copa Seu Verardi, em 2019. Foi reserva tanto na copinha, quanto no Gauchão desta temporada. Por se tratar de um goleiro de bastante potencial futuro, com a base feita no Grêmio, a ideia do Lobo era o mantê-lo no grupo até pelo menos o fim do ano.

Já sobre a possibilidade de defender o rival rubro-negro, o Brasil e o empresário do goleiro negam qualquer chance. O preparador de goleiros do Xavante, Alex Lessa, foi firme na resposta.

“Sem chances. O Brasil não vai contratar goleiro, a não ser que aconteça um imprevisto (lesão grave) com um dos quatro goleiros”, disse o preparador.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados