Futebol

“Vai ser um pouco diferente”, diz Revson sobre o Xavante pós quarentena

Xavante inicia segunda semana de treinos em dois turnos e intensifica conceitos de jogo de Hemerson Maria através de palestras remotas

25 de Maio de 2020 - 09h30 Corrigir A + A -

Por: Vinícius Guerreiro
vinicius.guerreiro@diariopopular.com.br

O Brasil inicia nesta segunda-feira (26) a segunda semana de treinos em dois turnos passados pela comissão técnica visando à retomada do Gauchão e o começo da Série B do Brasileiro. A avaliação do volante Revson, que era titular do Xavante até a paralisação da temporada devido à Covid-19, é benéfica em relação ao aumento da carga de treinamentos. 

“Tem sido muito importante, bem proveitoso. Um trabalho feito pela preparação física que tem sido de excelência. Ganho de força é fundamental para que a gente não perca tempo e esteja bem quando retornarmos. Sabemos que não vamos ter muito tempo para trabalhar quando voltarmos. A comissão intensificou as atividades e isso é muito importante”, avaliou Revson.

Além de minimizar a perda física devido à longa parada, as atividades de corridas e o aumento na carga de treinos fazem com o que os jogadores sintam uma sensação maior de bem estar.

“Faz bastante diferença. Somos atletas de alto rendimento e o Alexandre, junto com o Natanael, tem feito excelente trabalho. Trabalhamos nos horários como se estivéssemos no clube. Isso ajuda bastante”, afirmou o volante.

O preparador físico Alexandre Souza é um velho conhecido de Revson. Ambos trabalharam juntos no sub-23 do Avaí e posteriormente no time profissional do clube catarinense. O auxiliar técnico Emerson Nunes foi companheiro do volante dentro de campo, já o técnico Hemerson Maria estava na base do Leão quando Revson vestia a camisa da equipe profissional.

“É uma comissão técnica muito inteligente. Hemerson é um técnico que dispensa comentários por tudo que conquistou. Ele nos acrescentou bastante coisa nesse período. Como ele assistiu a todos os jogos da nossa equipe, tem nos mostrado todos os detalhes. É uma relação muito boa através dos vídeos que ele apresenta e pelas conversas. A equipe já vem crescendo bastante na parte mental e tática”, disse o volante.
Revson revelou que o Brasil, na volta da pandemia, será diferente do rubro-negro que iniciou a temporada, apesar de Hemerson ainda não ter revelado aos jogadores em qual distribuição tática irá atuar - como 4-2-3-1 ou 4-1-4-1. Mesmo assim, o treinador sinalizou mudanças pontuais no modelo de jogo.

“Vai ser um pouco diferente até pelo tempo de preparação. O Gustavo pegou no início, mas teve pouco tempo para treinar, teve que montar um time novo e precisou trabalhar para jogar. Hemerson já conhece alguns atletas e sabe as características de cada um. A ideia dele é muito boa, é um cara muito inteligente taticamente. Estuda muito o adversário e o próprio elenco. Consegue fazer o grupo entender”, destacou o volante.

Em relação aos companheiros, o atleta destacou o foco mesmo nas atividades remotas e garantiu que o elenco tem treinado como se fosse jogar a cada final de semana.

“Eu costumo ver tudo pelo lado positivo. Estamos encarando como se estivéssemos no clube e como se fôssemos jogar no final de semana. O grupo tem se dedicado muito, procurando espaço para trabalhar dentro das medidas do departamento médico. É um grupo concentrado”, finalizou.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados