Gauchão 2020

Todos negativados na Boca do Lobo

Após testar atletas e funcionários, Pelotas divulga que não teve nenhum caso positivo para Covid-19

07 de Julho de 2020 - 12h21 Corrigir A + A -

Por: Vinícius Guerreiro
vinicius.guerreiro@diariopopular.com.br

Técnico Ricardo Colbachini realizando o teste para Covid-19 (Foto: Tales Leal/ECP)

Técnico Ricardo Colbachini realizando o teste para Covid-19 (Foto: Tales Leal/ECP)

Hugo Sanches é um dos poucos remanescentes do elenco que disputou o Gauchão até aqui (Foto: Tales Leal/ECP)

Hugo Sanches é um dos poucos remanescentes do elenco que disputou o Gauchão até aqui (Foto: Tales Leal/ECP)

Lobo acabou dividindo atletas e funcionários em grupos de seis (Foto: Tales Leal/ECP)

Lobo acabou dividindo atletas e funcionários em grupos de seis (Foto: Tales Leal/ECP)

*Atualizada às17h28min para acréscimo de informações

O Pelotas anunciou no final da manhã desta terça-feira (7) que nenhum atleta ou funcionário testou positivo para Covid-19. Na próxima terça, o Lobo fará uma nova bateria de testes e, caso a prefeita Paula Mascarenhas (PSDB) libere os treinos individuais, iniciará as atividades visando o Campeonato Gaúcho e a Série D do Brasileiro.

Os exames foram realizados a partir das 9h na Boca do Lobo. Cumprindo os protocolos de segurança, o clube realizou a testagem em grupos de seis pessoas. O número de testes realizados não foi informado.

Confira a nota oficial

O Esporte Clube Pelotas comunica que finalizou a primeira bateria de testes na manhã desta terça-feira (7).

Os testes foram aplicados em atletas, comissão técnica, funcionários e diretoria, tendo todos os resultados negativos para Covid-19. Fruto de um trabalho que segue as riscas todas as medidas solicitadas pelas autoridades responsáveis.

O Clube reforça a importância dos protocolos sanitários adotados e reforça que as medidas de prevenção permitem manter o ambiente saudável nas dependências da Boca do Lobo.

Na próxima terça-feira, o Esporte Clube Pelotas irá realizar a segunda bateria de exames.

Novos nomes

Desde a noite desta segunda-feira, a imprensa tem revelado nomes contratados pelo Pelotas. O Lobo irá divulgar os reforços ao longo da semana. Muitos atletas passaram pela base do Internacional, onde trabalharam com Colbachini, e três vieram do Aparecidense, de Goiás.

Gabriel Silva - zagueiro
O zagueiro de 25 anos foi treinado por Colbachini no Sub-23 do Inter, inclusive formando dupla com Fábio Alemão, também contratado pelo Lobo. Gabriel é da linha dos zagueiros técnicos e que tem facilidade para jogar com a bola no pé, o que possibilita a chamada “saída limpa” de trás. Aliás, o Pelotas buscou defensores que tenham essa capacidade de iniciar a construção com a bola no chão. Dos quatro zagueiros, Felipe Chaves é o menos técnico e condicionado a este tipo de jogo. Porém, compensa com a liderança e a identificação com o torcedor.

Milla - atacante
Aos 22 anos, Milla trabalhou com Colbachini desde o sub-17 até o sub-23. Ele é um nove de mobilidade e não um centroavante de referência. Possui bom tempo de bola aérea e a principal característica é achar o espaço livre. Compensa a falta de velocidade física - parte física é a questão mais preocupante, pois conviveu com muitas lesões no Figueirense e na base colorada - com inteligência para perceber os espaços. Movimento de ruptura atacando a última linha é outro recurso bem característico do atleta. Também é um centroavante que pressiona na saída de bola adversária.

Alex Henrique - atacante
O experiente Alex Henrique pode atuar nas diversas funções do ataque. Já jogou como centroavante de movimentação, segundo atacante, ponta e meia-atacante. Aos 35 anos é um jogador bem versátil. O drible curto e o 1x1 em pouco espaço são características marcantes, além da finalização. Fez seis gols em dez jogos no Aparecidense no Campeonato Goiano deste ano. Ano passado disputou a Série C com o Sampaio Corrêa. Fez apenas sete jogos e não marcou. Em 2018, na Série B com o Vila Nova, foram 25 jogos, 11 como titular, e seis gols.

Ravel - goleiro
Aos 24 anos, Ravel foi revelado pelo Figueirense e passou pelo Danúbio, do Uruguai. O goleiro estava no Operário, do Paraná, onde atuou em apenas uma partida.

Helder
Revelado pelo Grêmio, Helder é um lateral de atacar pelo corredor. É jogador mais ofensivo e agudo do que defensivo. Estava no Aparecidense, junto com Alex Henrique, onde disputou nove partidas na temporada. Jogou também no Vila Nova, nas duas últimas temporadas, onde variou entre titular e reserva. É um jogador regular em termos de cruzamento (11% de aproveitamento em 2019 e 35% em 2018). O aproveitamento de passes no campo ofensivo fica na casa dos 70%.

Ramires
Aos 33 anos, Ramires é outro reforço que estava no Aparecidense. Com 1,85m de altura, é um jogador de imposição física e que atua como meia ou segundo volante. É um volante infiltrador e de chegada. Apresenta boa antecipação de bola e drible curto. Passou pelo Remo no ano passado.

Reaproveitado
Tatá, que se recupera de uma cirurgia no joelho, será aproveitado pelo clube para a Série D. O atacante chegou em novembro de 2018 à Boca do Lobo, mas pouco atuou devido às duas graves lesões no joelho.

Série D
A CBF enviou aos clubes da Série D um ofício afirmando que a competição deverá começar no dia 6 de setembro.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados