Xavante

Testoni valoriza o grupo atual e revela análise para renovações de olho em 2022

Em coletiva antes da viagem para encarar o Vitória, técnico do Brasil também falou sobre a motivação do elenco para as rodadas finais

21 de Outubro de 2021 - 19h24 Corrigir A + A -
Rubro-Negro busca primeira vitória fora de casa na Série B (Foto: Carlos Insaurriaga/GEB)

Rubro-Negro busca primeira vitória fora de casa na Série B (Foto: Carlos Insaurriaga/GEB)

Jerson Testoni e Hélio Vieira são os principais responsáveis pelo planejamento do Departamento de Futebol do Grêmio Esportivo Brasil para 2022. É verdade que as possibilidades matemáticas de permanência na Série B ainda existem, e inclusive o treinador trabalha com o elenco para melhorar o desempenho imediato. Mas reuniões viraram rotina para vislumbrar a próxima temporada na Baixada.

Em entrevista coletiva concedida nesta quinta-feira (21), antes da viagem a Salvador para enfrentar o Vitória, às 16h30min deste sábado (23), o comandante rubro-negro não escondeu as conversas de olho no futuro. “São duas situações diferentes. Não podemos deixar cair o foco. Valorizo o grupo que tenho em mãos para resolver os problemas atuais, e com isso a gente vai buscando planejar o próximo ano. Fazemos reuniões diárias, principalmente eu e o Hélio com a diretoria. Estamos num processo de avaliação”, disse.

As conversas com os empresários de alguns jogadores já começaram. Afinal de contas, grande parte do elenco não tem contrato vigente de dezembro em diante. Dois que continuarão no Bento Freitas em 2022 são o goleiro Marcelo, cria das categorias de base do clube, e o atacante Netto, que possui vínculo até o final do próximo Gauchão.

Existe a informação de que, além deles, Bruno Matias e Erison também já receberam contatos da direção. Ambos estão emprestados por clubes paulistas: o volante pelo Novorizontino e o camisa 9 pelo XV de Piracicaba.

Testoni quer evolução ofensiva

Voltando às quatro linhas e aos trabalhos para a reta decisiva da temporada: a comissão técnica quer qualificar a iniciação de jogadas - a saída de bola - e os movimentos no terço final do campo.

“Ainda precisamos ajustar algumas situações, uma iniciação de jogo mais limpa. Acho que a pressão pós-perda já viemos fazendo na ideia que a gente tem. Procuramos ajustar a mobilidade ofensiva, trocas, movimentações, chegada na área com um pouco mais de força”, avaliou Testoni na coletiva.

O treinador salientou em mais de uma ocasião a satisfação com os atletas à disposição. Afirmou que não faltam foco e dedicação. E que, mesmo diante de um cenário tão complicado, sobram motivos para encarar cada partida de forma concentrada e honesta.

“A gente procura passar para nossos atletas essa motivação. Jogamos por vários motivos. Pela tradição do clube e da torcida, pela nossa dignidade, pelas nossas famílias. Cada jogo é uma oportunidade de mostrar o trabalho de cada um. De mostrar a capacidade de permanecer para a próxima temporada”, afirmou.

Tendência de manutenção da base

Em solo baiano, o plantel do Xavante realiza atividade pré-jogo nesta sexta (22) e entra em campo na tarde deste sábado contra o Vitória, no Barradão, às 16h30min. Suspenso, Ícaro está fora e pode ser substituído por Alan Dias, Leandro Camilo ou Heverton na companhia de Arthur. Jerson Testoni não deu mais pistas, mas disse que manterá a base do time que encarou o Vila Nova.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados