Turfe

Temporada chega ao final com um grande prêmio

Prova da Associação Pelotense de Criadores e Proprietários de Cavalos de Corridas reunirá seis animais inéditos e pagará R$ 5,2 mil ao vencedor

20 de Junho de 2020 - 23h52 Corrigir A + A -
Fort Red é o grande favorito para o título de melhor cavalo (Foto: Gabriel Huth - Especial - DP)

Fort Red é o grande favorito para o título de melhor cavalo (Foto: Gabriel Huth - Especial - DP)

Na véspera de festejar 90 anos de fundação, o Jockey Club de Pelotas promove neste domingo (21) o Grande Prêmio da Associação Pelotense de Criadores e Proprietários de Cavalos de Corridas (APCPCC), que encerrará a temporada 2019-2020 do turfe pelotense. Como acontece desde maio, as provas serão realizadas com os portões fechados, transmissão ao vivo pelo YouTube e apostas online no site do clube. As provas estão marcadas para começar as 9h30min.

A grande atração da domingueira de corridas no hipódromo da Tablada fica por conta do GP da APCPCC, com a participação confirmada de seis animais inéditos de dois anos de idade, sendo três fêmeas e três machos. “Esta é uma prova muito esperada pelos proprietários e criadores da região. Este ano, com a pandemia, tivemos um pouco mais de dificuldade de montá-la, mas a expectativa é de que seja bastante competitiva e com excelente nível técnico”, comenta Giovane Gonçalves, presidente da APCPCC.

Entre os concorrentes estão dois animais vindos de Porto Alegre especialmente para prova: o potro Remanso, do Haras Cambay, e a potranca Frândola, do Haras Campestre. Os representantes da Tablada na pista serão as fêmeas Clijsters, de Henrique Loréa, Ovelha de Bagé, de Airton Diniz, e os machos Campeão Corunilha, do Haras Corunilha, e Patrick Valette, do Stud Lobão de Pelotas.

Para o analista de turfe Juliano Barbosa não há destaques evidentes entre os concorrentes, mas Patrick Valette deve ditar o ritmo da corrida logo no início dos 1.100 metros, com Clijsters e Campeão Corunilha aparecendo em seus calcanhares. Sobre os visitantes, Barbosa diz: “Remanso desembarcou na sexta-feira, porém chegou pronto. Possui trabalho nos 1.000 metros do Cristal (PoA) em boa marca. Já de Farândola, que também chegou na sexta-feira, pouco se sabe, mas a referência do Haras Campestre impõe respeito”. Para o especialista a incógnita da prova será Ovelha de Bagé, que apesar de não receber muitos comentários dos apostadores pode desbancar os adversários.

O GP da APCPCC 2020 está marcado para o meio-dia. O vencedor da prova leva a bolada de R$ 5,2 mil.

Campeões da temporada

A reunião dominical será também o dia de se conhecer os campeões da curta temporada, iniciada em 9 de fevereiro, interrompida pela pandemia da Covid-19 e retomada de portões fechados em 26 de abril. Ao todo terão sido realizadas sete rodadas com um total de 30 páreos.

Entre os animais o título pode ficar nas mãos de Fort Red do Stud Lobão de Pelotas. Com duas vitórias na temporada ele lidera o ranking ao lado de Aventtureiro e Olympic Laura, porém nenhum dos dois vai correr, então basta vencer para comprovar ser o principal animal da Tablada nesta temporada.
Já entre treinadores, jóqueis e proprietários, a briga promete ser boa. Na categoria treinadores, Pedro Ribeiro lidera com quatro vitórias e tem oito animais inscritos no dia. Atrás dele na classificação estão Carlos Augusto Garcia e Cléber Souza, ambos ganharam três corridas. Neste domingo, C.A. Garcia tem quatro animais inscritos, enquanto C. Souza vai com apenas dois e, se quiser ser campeão, tem que ganhar todas e torcer pelos maus resultados de P. Ribeiro.

Fique de olho

A briga dos jóqueis também deve esquentar no domingo, pois Vagner Montes ocupa a ponta da tabela com cinco vitórias e vai participar de todas as provas do dia. Atrás dele, todavia, vem um grupo de peso formado por Claudinei “Máquina” Farias, Luís Fernando Santos, Henrique de Oliveira, João A. Rodrigues e Leonardo Fonseca, todos com duas vitórias. Quem leva vantagem para tentar abocanhar o título do jóquei rio-grandino são J. A. Rodrigues e C. Farias, que vão correr todos os páreos. “Vai ser uma briga boa, mas estou confiante nas minhas montarias e espero terminar a manhã como campeão da temporada”, comenta V. Montes.

Na categoria proprietários Mateus Silva, com três vitórias e dois cavalos inscritos, tem uma leve vantagem para o Stud Lobão de Pelotas, que vem logo atrás com duas vitórias, mas quatro animais inscritos. “Vai ser bonito”, palpita Barbosa.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados