Copa do Mundo 2018

Suécia quer derrubar o irmão mais velho da bola nas quartas

Suecos enfrentam a favorita Inglaterra por vaga nas semis

07 de Julho de 2018 - 07h35 Corrigir A + A -
Técnico da Suécia ressalta força da equipe para avançar na competição (foto: Fifa)

Técnico da Suécia ressalta força da equipe para avançar na competição (foto: Fifa)

Por: FolhaPress

Todos que cresceram nos anos de 1970 na Suécia, e até depois, tinham como grande referência de futebol a quase vizinha Inglaterra. Até mesmo o técnico sueco Janne Andersson, 55, que para recolocar o país escandinavo entre os quatro melhores de uma Copa 24 anos depois terá que derrotar o seu "segundo país".
"Sou um grande fã do futebol inglês", disse Andersson, um dia antes do confronto decisivo contra a Inglaterra, na Arena Samara. Segundo ele, na década de 1970, passavam poucos jogos na TV por semana, mas, na Suécia, só "assistíamos a Premier League".

O todo poderoso futebol inglês, que havia sido campeão do mundo em 1966, era a grande referência para os suecos. Apesar de o futebol nos dois países ter evoluído, uma característica se mantém igual na avaliação do treinador sueco. "O espírito de luta durante a partida é o mesmo."Como não prepara nenhuma surpresa para o jogo, a Suécia estará em campo, com o tradicional 4-4-2, que vem utilizado nos últimos anos.

Apesar de ter sido criado pelo futebol inglês, nos anos 1960, o esquema é que poderá tirar da Copa a própria Inglaterra, outra seleção que não figura entre as quatro melhores em um Mundial desde 1990.
"Para jogar contra os ingleses, é o conjunto que tem de funcionar. Você precisa se preocupar com tudo. Ataque e defesa", afirma Andersson.

Sem nenhum destaque individual, e com um time que joga na defesa mas com um esquema de contra-ataques rápidos, o trunfo sueco tem sido exatamente o de repetir, e repetir, sua forma de jogar.
Desta maneira, desde as eliminatórias na Europa vem derrubando grandes seleções. Na fase de grupos, deixou a Holanda para trás. Depois, na repescagem, ganhou da Itália.

"A nossa atmosfera está muito positiva. Estamos confiante de que faremos um grande jogo", disse Andersson. Segundo ele, repetir os bons hábitos e ter boas experiências é a qualidade da sua equipe.
Por sinal, mesmo lema do psicólogo sueco, Daniel Ekvall, que na Rússia vem ganhando elogios pelo seu trabalho com o grupo de jogadores.

O grupo está forte, na avaliação do profissional, entre outras coisas, porque realmente tem mantido sua rotina. "E tem tido um plano claro de como continuar avançado na Copa do Mundo", disse ele em entrevista ao site da Fifa.

Ficha técnica

Suécia: Olsen; Krafth, Lindelof, Granqvist, Augustinsson; Claesson, Larsson, Ekdal, Forsberg; Berg, Toivonen. T.: Janne Andersson

Inglaterra: Pickford; Walker, Stones, Maguire; Trippier, Dele Alli, Henderson, Lingard, Ashley Young; Sterling, Harry Kane. T.: Gareth Southgate

Local: Arena Samara
Horário: 11h (de Brasília) deste sábado
Juiz: Bjorn Kuipers (HOL)


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados