Série B

Só faltou o gol

Em boa apresentação contra vice-líder Sport, Brasil não consegue aproveitar chances e fica no 0 a 0 no Bento Freitas

20 de Outubro de 2019 - 18h15 Corrigir A + A -
Jogo registrou muitos embates no meio-campo  (Foto: Paulo Rossi - DP)

Jogo registrou muitos embates no meio-campo (Foto: Paulo Rossi - DP)

A estratégia de anular a forte equipe do Sport deu certo, mas o Brasil não conseguiu traduzir o bom desempenho em gol e acabou empatando em 0 a 0 com os pernambucanos no estádio Bento Freitas. Com o resultado, o time rubro-negro se manteve na zona intermediária da competição com 38 pontos, ocupando a 12ª posição na tabela da Série B.

O Brasil começou a partida exatamente como Bolívar havia adiantado na entrevista coletiva que antecedeu o confronto. Com uma marcação pressão, no campo do adversário, os xavantes forçaram o Sport a praticar um futebol que não é de sua característica. Extremamente técnica, a equipe de Guto Ferreira se viu obrigada a abusar das ligações diretas e chutões.

Sem Leandro Leite e Bruno Aguiar, suspensos, Washington e Nirley foram os escolhidos. Bolívar também já havia confirmado suas presenças na partida. A surpresa ficou por conta do meio-campo. Eduardo Person, Juba e Cristian apareceram no onze inicial e mudaram a proposta ofensiva do time. Enquanto Person conseguia aparecer como fator supresa pelo centro, Cristian dava mais profundidade ao time pela direita, com Juba mais postado à esquerda.

Aos 13 minutos, Guilherme Queiroz arriscou da entrada da área pela ponta direita, mas a bola passou por cima do gol. Aos 14, Juba também tentou em chute colocado, desta vez pela esquerda, assustando o goleiro Luan Polli.

Com muita intensidade na marcação alta, o Brasil conseguiu neutralizar as ações do vice-líder da competição. Os volantes Charles e Willian Farias, especialistas em iniciar a construção das jogadas do time de Guto Ferreira, sequer conseguiam tocar na bola. Com isso, o Xavante se manteve a maior parte do tempo no campo de ataque. Aos 31 minutos, Diogo Oliveira pegou sobra da entrada da área, mas desperdiçou ao colocar muita força na bola, na última tentativa do primeiro tempo.

Desperdícios e manutenção do placar 
O Brasil voltou para o segundo tempo disposto a buscar a vitória. Logo aos quatro minutos, Diogo Oliveira avançou com velocidade pelo centro do gramado e só foi parado com falta na entrada da área. Ednei chutou na barreira, a bola saiu pela lateral e foi recolocada rapidamente em jogo por Willian Formiga. Dentro da área, Juba teve a oportunidade de finalizar, mas o goleiro Luan Polli fechou o chute do camisa 11.

O Xavante manteve sua intensidade no campo de ataque e, aos sete minutos, teve sua melhor oportunidade para abrir o marcador. Após grande passe de Person, Cristian avançou pela direita e foi até a linha de fundo para deixar Guilherme Queiroz na cara do gol. De primeira, o camisa 9 bateu sem força, nas mãos de Luan Polli, desperdiçando a melhor chance da partida.

Depois do erro de Queiroz, o Brasil diminuiu seu ritmo na partida. O Sport tentou trilhar o caminho do gol para encostar no líder Bragantino, mas ninguém apareceu para completar o cruzamento de Sander da esquerda aos 10 minutos.

Ambos os treinadores tentaram, através das trocas, melhorar a produção ofensiva de suas equipes. No entanto, a partida esquentou e os duelos corpo a corpo pelo espaço e pela posse da bola se tornaram mais frequentes do que as tentativas de construir ataques de qualidade.

Na última chance das redes balançarem, Elton bateu da entrada da área e Carlos Eduardo apareceu para salvar o Brasil. No rebote, o atacante do Sport ainda tentou aproveitar, mas acabou mandando para fora, na última ação importante do empate em 0 a 0 no Bento Freitas.

Ficha Técnica
Brasil - Carlos Eduardo; Ednei (Ricardo Luz), Nirley, Heverton e Willian Formiga; Washington, Person, Diogo Oliveira, Cristian e Juba (Maicon Assis); Guilherme Queiroz (Rodrigo Alves). Técnico: Bolívar 

Sport - Luan Polli; Norberto, Rafael Thyere, Adryelson e Sander; Willian Farias, Charles, Leandrinho (Pedro Carmona), Marquinho (Hyuri) e Guilherme; Hernane Brocador (Elton). Técnico: Guto Ferreira.

Árbitro: William Machado Steffen
Local: Bento Freitas


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados