Esporte da mente

Show nos tabuleiros

Atual campeão brasileiro de xadrez, GM Alexandr Fier participa de simultânea e vence Torneio Rápido em Pelotas

26 de Outubro de 2021 - 11h28 Corrigir A + A -

Por: Fernando Rascado
esporte@diariopopular.com.br

Grande Mestre enfrentou 40 jogadores em uma exibição simultânea (Foto: Leandro Lopes - DP)

Grande Mestre enfrentou 40 jogadores em uma exibição simultânea (Foto: Leandro Lopes - DP)

Otávio Magalhães, de apenas seis anos, foi o enxadrista mais novo no evento (Foto: Leandro Lopes - DP)

Otávio Magalhães, de apenas seis anos, foi o enxadrista mais novo no evento (Foto: Leandro Lopes - DP)

Por: Fernando Rascado
esportes@diariopopular.com.br

No sábado (23), o Parque Tecnológico sediou um evento marcante para o xadrez pelotense e gaúcho. Atual campeão brasileiro, o Grande Mestre Alexandr Fier foi a principal atração, participando durante a manhã de uma simultânea contra 40 enxadristas e pela tarde de um Torneio Rápido entre 64 jogadores.

Na simultânea, Fier enfrentou por cerca de 2h30min enxadristas de diversos estilos e idades, com participantes de seis até 63 anos. No final, o último “sobrevivente” foi Fabrício Peske de 38 anos, que considerou uma vitória ter enfrentado o GM por tantos lances. “Vim pela experiência de ver como é jogar contra um jogador de alto nível. Cheguei até o final, mas foi muito difícil. Ele vem com as jogadas mais desafiantes possíveis. Fico contente de ter sobrevivido, já estava feliz por estar entre os 10, então para mim saí no lucro com este resultado”.

Apenas um participante conseguiu vencer Fier na simultânea. O fuzileiro naval Gladimir Prestes, de 54 anos, foi o autor deste feito. “Foi uma honra desafiar este Grande Mestre. Gostei muito de participar, muitas crianças jogando, quero dar os parabéns para a organização. Sobre a vitória consegui ter uma boa estratégia e surpreendi, já que o Fier também estava jogando dividindo as atenções com outras partidas e acabei dando sorte”.

O enxadrista mais novo na simultânea foi o estudante Otávio Magalhães, de seis anos, que conseguiu dar mais de 20 lances contra o GM. “Eu gostei muito, eu jogo faz poucos meses e gosto muito de jogar no celular e olhar vídeos de xadrez no YouTube”. Já o mais velho foi o cardiologista de 63 anos, André Steffens, que acompanhou o filho e resolveu participar também. “Achei muito legal a expaeriência. Também quero destacar o ambiente do xadrez, sempre muito leve, alegre e de amizade, gostei muito”.

O GM Alexandr Fier destacou ter encontrado vários jovens participando da simultânea e o nível dos enxadristas pelotenses. “Fiquei muito feliz por ver tantas crianças jogando e também um pessoal de mais idade, deu pra ver que Pelotas tem jogadores de todas as faixas etárias e isso é muito bom para o xadrez local. Percebi também que têm jogadores fortes, tanto que não deu para vencer todas”.

No total, Fier venceu 37 adversários na simultânea, empatou duas e perdeu apenas uma. Além de Pelotas, o evento recebeu jogadores de Bagé, Jaguarão, Porto Alegre, Montenegro, Florianópolis, Pinheiro Machado, Canguçu e São Paulo. Alunos de diversas escolas pelotenses também estavam presentes, como Mário Quintana, São José, Alfredo Simon, São Francisco de Assis, Félix da Cunha, Santa Mônica, Colégio Pelotense, Érico Veríssimo e IFSul.

Torneio de Xadrez Rápido

Pela tarde aconteceu o Torneio de Xadrez Rápido, do qual 64 enxadristas participaram. Além de Fier, estiveram presentes grandes nomes do xadrez local como o Mestre Nacional Alexandro Sosa, Anderson Donay, Roger Minks, Everton Togni, Asafe Rodrigues e Julia Goette.

Após o final das seis rodadas, Fier foi o campeão vencendo todos os jogos. “O torneio achei que foi um sucesso, com muitos jogadores e não foi nada fácil, tive principalmente as últimas três rodadas difíceis, que foram bastante lutadas”. A classificação completa está disponível no site: xadrezempelotas.blogspot.com.

Sobre o evento em geral, o Grande Mestre considera fundamental para a fomentação do esporte na cidade, principalmente para os mais jovens. “Eu acho muito importante para Pelotas ter um evento deste para fazer a nova geração conhecer um jogador de alto nível, isso sempre ajuda para que as pessoas tenham ainda mais vontade de jogar. A gente acaba servindo de inspiração, o que é muito proveitoso para as crianças”.

Um dos organizadores, Agustin Jardel comemorou o sucesso da simultânea e do torneio, e considera que superou todas as expectativas. “Acredito que foi o melhor evento que já tivemos na cidade em termos de quantidade de pessoas, das várias idades, com a presença do melhor jogador do Brasil na atualidade, prêmio em dinheiro, local sensacional e toda essa junção de fatores ajudou com o ótimo ambiente que tivemos. Sem dúvida ajudará e muito no fortalecimento do esporte em Pelotas”.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados