Série B

Sequência quebrada

Após quatro partidas sem perder, Brasil é derrotado pelo Paraná no Durival Britto em partida válida pela 29ª rodada da Série B

15 de Outubro de 2019 - 21h12 Corrigir A + A -

Por: Vinícius Guerreiro
vinicius.guerreiro@diariopopular.com.br

Nem Diogo Oliveira conseguiu achar espaço na defesa do Paraná  (Foto: Geraldo Bubniak/PRC)

Nem Diogo Oliveira conseguiu achar espaço na defesa do Paraná (Foto: Geraldo Bubniak/PRC)

Nada deu certo para o Xavante na noite desta terça-feira (15), contra o Paraná, no estádio Durival Britto, pela 29ª rodada da Série B. Com uma atuação ruim, na qual finalizou apenas uma vez no gol adversário durante os 90 minutos, o Brasil viu a sequência de quatro jogos sem perder ser quebrada. A derrota por 1 a 0 manteve a equipe com 37 pontos na tabela de classificação. O próximo compromisso do time pelotense é domingo, às 16h, contra o Sport, no Bento Freitas. O Xavante não terá o capitão Leandro Leite e Bruno Aguiar, que receberam o terceiro cartão amarelo.

O Xavante iniciou o jogo perdendo. Afinal, com 48 segundos Judivan abria o placar de cabeça, após cruzamento de Jhemerson. O gol sinalizava uma dificuldade que seguiria por todo o primeiro tempo: as perseguições dos defensores ao ataque móvel dos paranaenses. Foi assim que o Paraná ainda criou duas chances claras para ampliar. Primeiro com Jhemerson que desviou cruzamento de Guilherme Santos, mas a bola saiu por cima; depois, quando Bruno Rodrigues lançou Alesson na área. O atacante bateu firme e Carlos Eduardo fez grande defesa com o pé.

A dificuldade de encaixar a marcação resultou em um time nervoso. O capitão Leandro Leite não foi expulso por pouco. O volante acertou um soco na barriga do adversário em meio a uma bola aérea ofensiva. Outra dificuldade foi na criação. O Brasil passou os 45 minutos iniciais sem finalizar. Foi arriscar com Guilherme Queiroz apenas nos acréscimos.

A etapa complementar foi de um rubro-negro mais presente no campo ofensivo, principalmente pela postura do Paraná. Os donos da casa recuaram e, a partir das mudanças, entradas de Cristian e Pereira, o Xavante tentou jogar mais. Porém, seguiu sem força ofensiva. O rubro-negro finalizou apenas uma vez ao gol: aos 17 minutos, Cristian fez boa jogada pela esquerda e tocou para Diogo Oliveira; o meia bateu de esquerda e Alisson defendeu. O Paraná ainda perdeu de ampliar nos acréscimos, com Furtado. No contra-ataque, o atacante isolou quando saiu cara a cara com Carlos Eduardo.

Avaliação
O técnico Bolívar acabou gostando da atuação rubro-negra. O treinador viu um Xavante com posse de bola no primeiro tempo e no segundo com maior volume de jogo. Lamentou apenas o gol cedo do Tricolor. "Um jogo onde a gente pecou com 50 segundos. Desatenção nossa, onde é trabalhado e treinado. Isso dificultou muito. Mesmo assim, o Brasil teve posse de bola e não teve finalizações. No segundo tempo, jogamos no campo do Paraná, tivemos oportunidade na bola parada. Ficamos chateados, pois fizemos uma grande partida. 

Ficha técnica
Paraná; Alisson; Éder Sciola,Leandro Almeida, Rodolfo e Guilherme Santos (Juninho); Luiz Otávio
Fernando Netto, Alesson e Jemerson (Marquinhos); Bruno Rodrigues e Judivan (Rafael Furtado). Técnico: Matheus Costa

Brasil; Carlos Eduardo; Ednei, Bruno Aguiar, Héverton e Formiga; Leandro Leite (Pereira), Washington,
Diogo Oliveira, Murilo Rangel (Cristian), Rodrigo Alves e Guilherme Queiroz (Juba). Técnico: Bolívar


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados