Tóquio 2020

Seleção masculina vence Arábia Saudita por 3 a 1 e passa em primeiro lugar do grupo

Matheus Cunha e Richarlison, este último duas vezes, marcaram os gols da complicada vitória. Adversário das quartas será o Egito

28 de Julho de 2021 - 07h50 Corrigir A + A -
Com cinco gols feitos em três jogos, Richarlison é o artilheiro do Brasil (Foto: Lucas Figueiredo - CBF)

Com cinco gols feitos em três jogos, Richarlison é o artilheiro do Brasil (Foto: Lucas Figueiredo - CBF)

Invicta, líder do Grupo D e classificada! A Seleção Brasileira Masculina venceu a Arábia Saudita por 3 a 1, na manhã desta quarta-feira (28), no estádio de Saitama, pela terceira e última rodada da fase de grupos dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

Com o triunfo, os comandados de André Jardine garantiram a liderança do grupo D, com sete pontos, e a classificação às quartas de final. A Seleção Olímpica volta a campo no sábado (31), às 7h, no mesmo estádio do duelo desta quarta-feira, contra o Egito.

O jogo

A Seleção Olímpica iniciou o jogo no ataque em busca da classificação para as quartas de final dos Jogos Olímpicos. Aos 13 minutos, Matheus Cunha abriu o placar no Estádio Saitama. O atacante aproveitou cobrança de escanteio de Claudinho e cabeceou firme para balançar as redes da Arábia Saudita. Seis minutos depois, a Seleção Brasileira quase marcou o segundo. Antony carimbou o travessão e, no rebote, Claudinho chutou na marcação.

A Seleção da Arábia Saudita empatou o jogo aos 26 minutos. Após cobrança de falta, Al Amri marcou de cabeça. O Brasil voltou ao ataque em busca do segundo gol no primeiro tempo. Claudinho chutou cruzado aos 29 minutos e o goleiro Al Bukhari defendeu.

 Aos 36 minutos, Guilherme Arana chutou forte de fora da área e a bola passou perto da trave. Melhor no jogo, o Brasil quase marcou o segundo quatro minutos depois. Antony aproveitou cruzamento de Matheus Cunha na pequena área e finalizou de primeira. Al Bukhari fez a defesa.

A Seleção Brasileira começou o segundo tempo no ataque e apostando nas jogadas aéreas. Ocupando o campo da Arábia Saudita, Matheus Cunha chutou forte de dentro da área aos sete minutos e a zaga colocou para escanteio.

Aos 20 minutos, a Seleção assustou a Arábia Saudita duas vezes. Matheus Henrique chutou e o goleiro defendeu. No rebote, Matheus Cunha acertou a trave. Seis minutos depois, Richarlison finalizou com força e Al Bukhari defendeu. Aos 30 minutos, a Canarinho balançou as redes outra vez. Daniel Alves cobrou falta na área, Bruno Guimarães deu passe de cabeça e Richarlison completou para o fundo do gol.

Aos 35 minutos, a Canarinho quase fez o terceiro. Reinier tabelou com Malcom e chutou cruzado de dentro da área. O goleiro defendeu. Para coroar a disposição da Seleção Brasileira, Richarlison fez o terceiro da equipe em bela trama ofensiva aos 47 minutos. Malcom tocou para Reinier pela direita. O camisa 19 cruzou de primeira para Richarlison, que não desperdiçou e deu números finais à partida.

Brasil: Santos, Dani Alves, Nino, Diego Carlos e Guilherme Arana; Bruno Guimarães (Gabriel Menino), Matheus Henrique, Claudinho (Reinier) e Antony (Malcom); Matheus Cunha (Martinelli) e Richarlison.

Para anotar na agenda

Nas quartas de final, o Brasil volta a campo no sábado (31), às 7h, no estádio de Saitama. O adversário da Seleção Brasileira é o vice-líder do grupo C, o Egito, que deixou a Argentina pelo caminho e ficou atrás apenas da Espanha na chave.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados