Pandemia

Secretário de Esporte e Lazer nega Gauchão em julho

Em entrevista à Rádio Grenal, Francisco Vargas afirmou que “há alguma possibilidade no dia 2 de agosto”

29 de Junho de 2020 - 10h12 Corrigir A + A -

Por: Vinícius Guerreiro
vinicius.guerreiro@diariopopular.com.br

Apesar de elogiar a estrutura sanitária montada por Grêmio e Internacional, e admitir que o governo estude a liberação dos treinos coletivos da dupla, Vargas vê essa situação como exceção.( Fotos: Felipe Dalla Valle - Palácio Piratini)

Apesar de elogiar a estrutura sanitária montada por Grêmio e Internacional, e admitir que o governo estude a liberação dos treinos coletivos da dupla, Vargas vê essa situação como exceção.( Fotos: Felipe Dalla Valle - Palácio Piratini)

No final de semana, através de nota oficial, o governo do Estado já indicava que dificilmente liberaria o Gauchão no dia 19 de julho, data pretendida pela FGF. Na manhã desta segunda-feira (29), o secretário de Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul, Francisco Vargas, foi taxativo: o Campeonato Gaúcho não retornará em julho.
“Eu, infelizmente, não sei dizer quando vai iniciar o Gauchão. Mas não existe a possibilidade de retorno no dia 19 de julho. Há alguma possibilidade em 2 de agosto”, afirmou o secretário em entrevista à Rádio Grenal.

Apesar de elogiar a estrutura sanitária montada por Grêmio e Internacional, e admitir que o governo estude a liberação dos treinos coletivos da dupla, Vargas vê essa situação como exceção.

“O que vi no Grêmio e no Inter é um nível de excelência grande em relação à segurança. Uma bolha de saúde. Não vi como estão as situações dos outros clubes gaúchos”, disse o secretário.

A negativa ao retorno do Campeonato Gaúcho se dá devido ao aumento de casos no Estado, segundo o secretário. Inclusive Vargas critico o Rio de Janeiro que retomou o Carioca e liberou o público nos estádios a partir do dia 10 de julho. “É desrespeitoso o retorno do futebol no Rio de Janeiro”, afirmou.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados