Série D

Schmöller aprova redução salarial de atletas

Ex-volante do Lobo ressalta privilégios dos jogadores em relação aos outros profissionais da bola

07 de Abril de 2020 - 20h38 Corrigir A + A -

Por: Vinícius Guerreiro
vinicius.guerreiro@diariopopular.com.br

Michel deverá retornar ao Pelotas para o restante da temporada (Foto: Tales Leal/ECP)

Michel deverá retornar ao Pelotas para o restante da temporada (Foto: Tales Leal/ECP)

O Pelotas contratou Michel Schmöller, em meio ao Gauchão, muito pelo perfil de liderança do jogador. O diagnóstico do Departamento de Futebol, coordenado por Tiago Gaúcho, era que faltavam atletas com essa característica. A postura de líder do, agora, ex-volante áureo-cerúleo é comprovada ao defender a redução salarial dos atletas em meio à crise do novo coronavírus. Schmöller ressalta que os jogadores possuem salários privilegiados em relação aos outros profissionais que trabalham no futebol.

"A redução do salário do jogador é totalmente válida. Ela precisa realmente acontecer, pois somos privilegiados. Sabemos que não é toda a população que consegue ganhar o que ganhamos por mês. Então, é válido para que o clube consiga pagar os outros profissionais, que ajudam no entorno do futebol e que muitas vezes são menos remunerados; então é importante eles receberem. Acredito que a redução é viável para isso", afirmou o volante.

Schmöller rescindiu com o Lobo devido à paralisação. Porém, o atleta deverá retornar ao áureo-cerúleo para o restante da temporada. O acerto verbal ficou alinhavado antes de Michel deixar Pelotas.

"Acabei rescindindo o contrato com o Pelotas por parte burocrática e tudo mais. Cumpriram tudo comigo. Gilmar é um cara coerente e correto. Com certeza é um clube que eu quero voltar, tive uma conversa no final, antes da quarentena; a vontade de ambas as partes é retornar. Espero que volte logo para poder vestir essa camisa", contou o volante que atuou em apenas dois jogos.

Ainda sem a certeza de quando a bola voltará a rolar no país, o volante de 32 anos torce para que as decisões sejam em favor das equipes. Para o atleta, caso os clubes estejam fortalecidos, refletirá positivamente nos jogadores.

"Precisa ser uma decisão tomada para ajudar os clubes nesse momento. Difícil falar de continuação e término do Gauchão. É importante ajudar os clubes, pois assim ajudarão os jogadores", finalizou.

 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados