Repercussão

Santos e Robinho rompem contrato

De acordo com o clube, decisão foi tomada “para que o jogador possa se concentrar exclusivamente na sua defesa no processo que corre na Itália”

16 de Outubro de 2020 - 21h12 Corrigir A + A -

Agência Brasil

Condenado, o jogador permaneceu apenas seis dias na equipe (Foto: Divulgação - Santos FC)

Condenado, o jogador permaneceu apenas seis dias na equipe (Foto: Divulgação - Santos FC)

Seis dias após anunciar a contratação de Robinho, o Santos anunciou no início da noite desta sexta-feira (16) que suspendeu a validade do contrato com o atacante, “para que o jogador possa se concentrar exclusivamente na sua defesa no processo que corre na Itália”.

O processo em questão é do ano de 2017, quando Robinho foi condenado pela Justiça italiana a nove anos de prisão. Ele é acusado de crime de violência sexual contra uma mulher de origem albanesa, ao lado de outros cinco homens, que teria sido cometido em 2013. Na ocasião, o atacante defendia o Milan.

Logo após o anúncio, o atacante se pronunciou em suas redes sociais: “Com muita tristeza no coração, venho falar para vocês que tomei a decisão, junto do presidente [Orlando Rollo], de suspender meu contrato [...]. Meu objetivo sempre foi ajudar o Santos. Se de alguma forma estou atrapalhando, é melhor que saia e foque nas minhas coisas”.

Quarta passagem

O atacante de 36 anos foi anunciado no último sábado (10) como novo reforço do Peixe. O atleta faria a sua quarta passagem pelo clube que o revelou. A última passagem foi entre 2014 e 2015. Em agosto, ele deixou o Istambul Basaksehir (Turquia).


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados