Série B

Prova de fogo

Depois da vitória suada na última rodada, Xavante visita o Atlético-GO em busca de afirmação no Campeonato Brasileiro

23 de Agosto de 2019 - 11h58 Corrigir A + A -

Por: Henrique Risse
esporte@diariopopular.com.br 

Bruno Aguiar acredita em resultado positivo fora de casa. (Foto: Carlos Queiroz - DP)

Bruno Aguiar acredita em resultado positivo fora de casa. (Foto: Carlos Queiroz - DP)

A vitória sobre o São Bento, com gol no apagar das luzes, deu nova vida ao Brasil na Série B do Campeonato Brasileiro. Mas para, enfim, consolidar uma reação na competição, o Xavante tem a dura missão de encarar o Atlético-GO, às 19h15min desta sexta-feira (23), no estádio Antônio Accioly, em Goiânia.

Além dos três pontos que mantiveram o time mais longe da zona do rebaixamento, o resultado diante da equipe paulista traz mais tranquilidade ao elenco para a sequência da competição. "Nos dá confiança para trabalhar, motivação para melhorar no dia a dia. Quando você vem de uma vitória as coisas tendem a ser melhor durante a semana, alivia um pouco a pressão. O campeonato está muito embolado, então a gente sabe que precisar somar pontos para se distanciar da zona de baixo", comentou o zagueiro Bruno Aguiar, em entrevista à Rádio Universidade.

Passadas 17 rodadas, o time rubro-negro soma 21 pontos e ocupa o 12º lugar na classificação da Série B. São três pontos de vantagem para o Oeste, que abre a zona de rebaixamento. O Atlético Goianiense, por sua vez, ocupa o 3º lugar com 29 pontos. Para o defensor, o fato de enfrentar um adversário que está no G-4 pode ser benéfico ao Xavante. "A gente vem fazendo bons jogos contra as equipes da parte de cima da tabela, só está faltando um detalhezinho para gente conseguir um bom resultado. Temos tudo para fazer um bom jogo e tem tudo para levar pontos para casa", destacou.

A análise de Bruno Aguiar se baseia no retrospecto durante a competição. Em oito partidas, o rubro-negro já somou 9 pontos como visitante. São duas vitórias, três empates e três derrotas atuando longe do Bento Freitas, que deixam a equipe com 12º melhor aproveitamento. Com o comando do técnico Bolívar, o Xavante disputou quatro partidas fora de casa. Empatou com Sport (0 a 0), Cuiabá (1 a 1) e Oeste (1 a 1), e levou 2 a 0 do Coritiba.

Alterações
Diante do Dragão, o Brasil terá ao menos três alterações com relação ao último jogo. Com Ricardo Luz suspenso pelo terceiro cartão amarelo, Ednei troca de lado e abre o caminho para a estreia de Willian Formiga na lateral esquerda. Do meio para frente, Bolívar não poderá contar com Diogo Oliveira, Branquinho e Rafael Grampola. Com problemas musculares, o trio sequer viajou para Goiânia.

Caso opte por manter a estrutura tática das últimas rodadas, o treinador tem Maicon Assis e Pereira à disposição. O segundo, que não joga há 11 meses devido a um fratura na fíbula, não esconde a felicidade por estar bem perto do retorno aos gramados. "Felizmente chegou esse dia, esses momentos, tá parecendo estreia. Foi difícil, tive que ter muita paciência, muita gente foi importante. Está sendo tudo especial, tem frio na barriga pra tudo, pra ver se o nome ia estar na lista, pra voltar a viajar com a rapaziada. É muito legal sentir isso tudo de novo, é especial", comentou Pereira.

No ataque, o comandante tem apenas duas alternativas. Se a ideia for por um jogador mais forte para ficar na referência, Bolívar pode apostar em Daniel Cruz. A outra alternativa é utilizar Rodrigo Alves, autor do gol da vitória sobre o São Bento.



Sem o artilheiro
O Atlético-GO tem dois desfalques para encarar o Brasil. Um deles é o atacante Mike, artilheiro da equipe na Série B com sete gols marcados, que está suspenso por ter recebido o terceiro cartão amarelo na última rodada. Pelo mesmo motivo, o zagueiro Gilvan também desfalca a equipe goiana. A tendência é que o técnico Wagner Lopes escale Lucas Rocha, na zaga, e André Luís, no ataque.

Ficha Técnica:
Atlético-GO - Mauricio Kozlinski; Jonathan, Oliveira, Lucas Rocha e Nicolas; André Castro, Moacir e Jorginho; Matheusinho, André Luís e Rodrigo Rodrigues. Técnico: Wagner Lopes.
Brasil - Carlos Eduardo; Ednei, Bruno Aguiar, Leandro Camilo e Willian Formiga; Leandro Leite, Carlos Jatobá, Murilo Rangel, Maicon Assins e Cristian; Rodrigo Alves (Daniel Cruz). Técnico: Bolívar.
Árbitro: Ronei Cândido Alves.
Horário: às 19h15min.
Local: estádio Antônio Accioly, em Goiânia.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados