Sem pressa

Projetando 2022, Brasil segue em busca de treinador

Nome de Alexandre Gallo entra em pauta na Baixada. Enquanto isso, Cirilo será o interino contra a Ponte Preta neste domingo (26)

23 de Setembro de 2021 - 20h12 Corrigir A + A -
Pela terceira vez em menos de um ano, ex-zagueiro estará à frente da casamata rubro-negra (Foto: Carlos Insaurriaga/GEB)

Pela terceira vez em menos de um ano, ex-zagueiro estará à frente da casamata rubro-negra (Foto: Carlos Insaurriaga/GEB)

Após o desacerto na negociação com Itamar Schülle, frustrada nesta quarta-feira (22) de última hora, o Brasil prega calma para escolher o substituto de Cléber Gaúcho. Já pensando em 2022, dada a alta probabilidade de rebaixamento à Série C na atual temporada, a direção xavante quer um profissional que aplique um modelo de jogo tratado como característico do clube - e que venha de bons resultados recentes.

Segundo informações de Marcelo Prestes, da Rádio Universidade, o nome buscado depois da finalização das tratativas com Itamar é o de Alexandre Gallo. Aos 54 anos, o treinador está sem clube após deixar o Santa Cruz-PE. No ano passado, foi o responsável pelo acesso do São Caetano à primeira divisão paulista e saiu antes da crise vivida pelo Azulão durante a Série D.

A reportagem do Diário Popular fez contato com a assessoria de Gallo. Até o fechamento desta matéria, não houve retorno a respeito da negociação. Novamente de acordo com Marcelo Prestes, o Brasil enviou uma proposta e recebeu contraproposta do estafe do técnico. A direção rubro-negra não fala em nomes abertamente.

Cirilo assume como interino

Repetindo o que já fez em 2020, antes da chegada de Cláudio Tencati, e neste ano, precedendo a apresentação de Cléber Gaúcho, o auxiliar técnico Cirilo comandará o Brasil interinamente. Ele já dirige os treinos na Baixada e estará à frente da equipe no duelo deste domingo (26), contra a Ponte Preta, às 18h15min, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, pela 26ª rodada da Série B.

Cirilo integra a comissão permanente do clube e tem o respaldo para continuar nos próximos jogos. Por mais que já pense na temporada que vem, o Xavante ainda enfrentará 13 compromissos até o final do ano. Destes, sete são no Bento Freitas - a distância para fora da zona de rebaixamento subiu mais um ponto após a última rodada e chegou a 11.

Para encarar a Macaca, alguns jogadores retornam ao time. Casos do zagueiro Arthur e do volante Diego Gomes, que estavam suspensos contra o CRB. Já Matheus Nogueira, que sofreu lesão no aquecimento diante do Goiás, deve ficar de fora mais uma vez e continuar sendo substituído por Marcelo no gol.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados