Velocidade

Primeiro dia do Rally Rota Sul tem equilíbrio em quase seis horas de prova

Disputa equilibrada foi a marca da competição que percorreu 500 quilômetros em Pelotas e na praia do Cassino

07 de Dezembro de 2019 - 10h50 Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

373818_924642_313_neyevangelista_dsc_1820_25364_web_

Denisio Casarini e Luis Eckel venceram na competição entre os carros (Foto: Ney Evangelista - DFoto)

Foi à base de alta velocidade e competição equilibrada que o Rally Rota Sul Sertões Series encerrou o seu primeiro dia de provas na sexta (6). Com percurso de 576 quilômetros que largou e chegou em Pelotas, mas passou também pela praia do Cassino, a disputa terminou com pequena diferença em todas as categorias.

Nas motos, segundos separaram os pilotos, com vitória de Tunico Maciel. O bicampeão do Sertões, piloto da equipe Honda, passou a maior parte da prova, 157 quilômetros de reta na praia do Cassino, perseguindo Ricardo Martins da Yamaha e só conseguiu se impor nos quilômetros, em trecho travado e cheio de curvas. Maciel completou com o tempo de 5h46min10s, enquanto Martins fechou o dia com 5h46min24s. Os dois passaram cinco horas e mais de 500km disputado uma diferença que ao final foi de 14s. Em terceiro ficou Jean Azevedo, o maior campeão da história do Sertões, que cravou 5h46min29s. Os três primeiros ficaram a uma diferença de 19 segundos.

Nos carros, a dupla Denísio Casarini e Luís Felipe Eckel venceu o duelo entre os buggões 4x2 contra os protótipos 4x4. Um protótipo ganhou nas trilhas. Os buggões ganharam no resultado final. Casarini e Eckel completaram o dia em 5h20min08. Júlio Cápua e Emerson Cavassini chegaram em segundo com 5h23min10s. Marcos Moraes e Fábio Pedroso foram os melhores nos protótipos, terceiro lugar na classificação geral, com o tempo de 5h26min43s.

A dupla mais rápida do dia, Marcos Baumgart e Kleber Cincea completou a prova em 5h19min45s, mas foi penalizado em 10 minutos por não ter passado em dois pontos marcados como obrigatórios no roteiro da prova. Com isso os competidores ficaram em oitavo lugar.

Gabriel Varela e Eduardo Shiga levaram a melhor na categoria UTVs. A diferença que sobre a dupla que terminou como segunda colocada foi de pouco mais de 3 minutos. Varela e Shiga fecharam com o tempo de 5h54min59s, enquanto Reinaldo Varela e Gustavo Bortolanza terminaram em 5h58min27s. Em terceiro lugar chegaram Cristian Domecg e João Luís Stal com a marca de 5h59min37s. Vale lembrar aqui que os UTVs correm com um limitador de velocidade. Não ultrapassam 140 km/h, o que explica terem sido mais lentos que as motos no primeiro dia.

Domingo às margens da Lagoa

Neste domingo (8), último dia de provas, os pilotos e navegadores partiram cedo para o roteiro. A saída foi às 4h30min de Pelotas, seguindo para Rio Grande e atravessando de balsa para São José do Norte, onde tem início a especial, que será mais curta, de 297 quilômetros. O roteiro passa por Tavares, Mostardas, Capivari do Sul, termina perto de Palmares do Sul e se desloca até Porto Alegre, onde haverá a festa de encerramento.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados