Pandemia

Olimpíada de Tóquio é adiada

COI e Comitê Organizador anunciaram a mudança de data para 2021 nesta terça-feira

24 de Março de 2020 - 09h54 Corrigir A + A -
Pela primeira vez na história os chamados jogos modernos foram adiados (foto: Divulgação)

Pela primeira vez na história os chamados jogos modernos foram adiados (foto: Divulgação)

Os Jogos Olímpicos de Tóquio-2021 foram adiados por um ano. A definição aconteceu após reunião nesta terça-feira (de manhã no Brasil), entre representantes do governo japonês, do Comitê Organizador e membros do COI. A decisão vinha sendo adiada por semanas, até os representantes legais se dobraram aos pedidos da comunidade esportiva internacional para parar a preparação em função da pandemia do novo coronavírus.

O presidente do COI, Thomas Bach, e o primeiro-ministro do Japão, Abe Shinzo, realizaram uma teleconferência nesta manhã de terça-feira (24) para bater o martelo em relação ao adiamento.Eles se juntaram a Mori Yoshiro, presidente do Comitê Organizador de Tóquio 2020; o ministro olímpico, Hashimoto Seiko; o governador de Tóquio, Koike Yuriko; o presidente da Comissão de Coordenação do COI, John Coates; Diretor Geral do COI, Christophe De Kepper; e o diretor executivo dos Jogos Olímpicos do COI, Christophe Dubi.

O Presidente Bach e o Primeiro Ministro Abe expressaram sua preocupação comum com a pandemia mundial do COVID-19, o que está fazendo na vida das pessoas e o impacto significativo que está causando nos preparativos dos atletas globais para os Jogos.

Em uma reunião muito amigável e construtiva, os dois líderes elogiaram o trabalho do Comitê Organizador de Tóquio 2020 e observaram o grande progresso que está sendo feito no Japão para lutar contra o COVID-19.

A propagação sem precedentes e imprevisível do surto viu a situação no resto do mundo se deteriorar. Nesta segunda (23), o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse que a pandemia do COVID-19 está "acelerando". Atualmente, existem mais de 375.000 casos registrados em todo o mundo e em quase todos os países, e seu número está aumentando a cada hora.

Nas atuais circunstâncias, e com base nas informações fornecidas nesta terça pela OMS, o Presidente do COI e o Primeiro Ministro do Japão concluíram que os Jogos da XXXII Olimpíada de Tóquio devem ser remarcados para uma data posterior a 2020, mas o mais tardar no verão de 2021, para proteger a saúde dos atletas, todos os envolvidos nos Jogos Olímpicos e na comunidade internacional.

 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados