Gauchão 2019

Novidade na esquerda

Xavante confirma contratação do lateral Pará para o lugar de Alex Ruan

06 de Dezembro de 2018 - 19h19 Corrigir A + A -

Por: Henrique Risse
esporte@diariopopular.com.br 

Pará defendeu o Juventude por três temporadas. (Foto: Arthur Dallegrave - EC Juventude)

Pará defendeu o Juventude por três temporadas. (Foto: Arthur Dallegrave - EC Juventude)

O Brasil tem um novo lateral esquerdo. Sem chegar a um acordo para renovar com Alex Ruan, a diretoria rubro-negra fechou nesta quinta-feira (6) a contratação de Pará. Natural de Rio Marina, no Pará, Erinaldo Santos Rabelo está com 31 anos. Revelado pelo São Caetano, o atleta passou por clubes como Vasco da Gama, Paraná, Avaí e América-MG, antes de chegar ao Juventude - equipe pela qual disputou 101 partidas em três temporadas.

Titular na reta final da Série B, Alex Ruan era a grande prioridade do Brasil para a lateral esquerda em 2019. O jogador chegou a declarar que a chance de renovar era de 90%, mas, seduzido por uma proposta da disputar o Campeonato Paulista, ele acabou recusando a oferta rubro-negra. Ainda assim, o atleta está acertado para retornar ao Bento Freitas após o Paulistão.

A direção agiu rápido e em menos de 24 horas fechou com o ex-capitão do Juventude. "Começamos a negociações ontem (quarta-feira) pela manhã e à noite eu já assinei o pré-contrato. Eles tiveram o interesse e eu também. Acho que foi um negócio bom para as duas partes. Foi uma coisa rápida. Quando os dois lados estão interessados as coisas andam rápido", destacou o lateral esquerdo.

Em 2018, Pará disputou apenas 20 partidas pelo Papo. Além da concorrência com Neuton, duas lesões atrapalharam um pouco a temporada do lateral. "Tive uma lesão muscular no início do segundo turno e, quando voltei, logo no primeiro jogo, tomei uma pancada no joelho e acabei perdendo alguns jogos. Mas já estou 100% recuperado, pronto para iniciar os trabalhos no dia 27."

Estilo de jogo
Bom aproveitamento em cobranças de falta, força na marcação e velocidade para chegar ao ataque. São essas as características que Pará pretende mostrar para cair nas graças da torcida rubro-negra. "Onde passei, sempre fui o homem da bola parada, espero que no Brasil não seja diferente. Gosto de marcar forte e sair rápido para o ataque. O torcedor pode esperar muita garra. Quando entrar em campo vou fazer o meu melhor, sempre trabalhar pela equipe e ajudar os meus companheiros a alcançar os objetivos do clube."

Jogar no Bento Freitas, aliás, não é nenhuma novidade para ele. "Já conheço bem a torcida, joguei muitas vezes contra o Brasil. Sei que eles são exigentes, mas vou trabalhar muito para dar o meu melhor e ajudar o clube ao máximo para conquistarmos os nossos objetivos. Espero corresponder à expectativa de todos", finalizou.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados