Série B

Noite para festejar

Um dia após Rogério Zimmermann completar 54 anos, treinador pode chegar a 200 vitórias no comando do Brasil caso supere o Criciúma às 19h15min no Bento Freitas

11 de Junho de 2019 - 10h15 Corrigir A + A -

Por: Vinícius Guerreiro
vinicius.guerreiro@diariopopular.com.br

Técnico Rogério Zimmermann conquistou 199 vitórias à frente do Brasil  (Foto: Jô Folha - DP)

Técnico Rogério Zimmermann conquistou 199 vitórias à frente do Brasil (Foto: Jô Folha - DP)

A noite desta terça (11) no Bento Freitas tem todos os ingredientes para ser uma daquelas inesquecíveis para o torcedor rubro-negro e o técnico Rogério Zimmermann. Caso o Brasil vença o Criciúma, pela oitava rodada da Série B do Brasileiro, às 19h15min, o comandante alcançará a incrível marca de 200 vitórias à frente do rubro-negro. De quebra, o treinador colocará a equipe muito perto do G-4 antes da parada para a Copa América e poderá celebrar os 54 anos, completados nesta segunda (10), de uma maneira bem mais confortável do que todos imaginavam.

"São 199 que já foram. É um número interessante, nem tinha percebido, é um número alto. Que bom que por 199 vezes o torcedor saiu contente e muitos empates que por vezes te davam conquista", comemorou o técnico Rogério Zimmermann.

O Xavante chega para a partida contra o Tigre no primeiro momento bom de 2019. São três vitórias seguidas, atuações consistentes que mostram evolução técnica e tática, e a volta da confiança tanto do elenco, quanto dos torcedores. O Brasil é 10º colocado com nove pontos, a três pontos do G-4 e do Z-4. Ao vencer o Operário, o rubro-negro chegou à primeira partida sem sofrer gols na competição nacional - além de ter balançado a rede nos últimos quatro jogos. Números que consolidam uma evolução.

Desfalques
O Brasil não terá Branquinho suspenso pelo terceiro cartão amarelo. O atacante foi titular nos sete jogos e apenas contra o CRB acabou sendo substituído. Zimmermann elogiou bastante o atacante e afirmou que ninguém no elenco tem a característica de velocista para substituí-lo. Deixou no ar que o rubro-negro procura alguém no mercado. A tendência era de que Bruno Paulo ocupasse a vaga nesta terça, porém, clube e jogador ainda negociam uma renovação de contrato. Caso Bruno Paulo entre em campo, não poderá se transferir para nenhum clube da Série B, por ter estourado o limite de sete partidas por uma mesma equipe. O técnico Rogério Zimmermann desconversou sobre a situação do atacante, porém o diretor executivo Carlos Kila afirmou que o acerto está próximo.

Optando por Bruno Paulo na ponta esquerda, Rafael Grampola deve ganhar novamente a vaga de titular. O centroavante ainda não entrou em campo após lesionar-se diante o América-MG. Outras opções seriam Douglas Baggio, Daniel Cruz e Juba. O primeiro é que mais se aproxima de Branquinho em características. Os outros dois nunca atuaram pelo lado esquerdo na Baixada, caso Rogério utilize um deles, deverá deslocar Marcinho para o setor esquerdo.

Outro provável desfalque é Ednei. O lateral direito saiu lesionado contra o Operário e não deve se recuperar a tempo. Ricardo Luz é o substituto natural. Quem voltará ao time é Bruno Aguiar. O zagueiro cumpriu suspensão e volta normalmente no lugar de Héverton.

Adversário
O zagueiro Léo Santos é desfalque confirmado, pois se lesionou no empate contra o Vila Nova. Kleina deve improvisar o volante Liel. Sandro, outro defensor titular, também está machucado e não viajou para Pelotas. Esta deve ser a única mudança no time catarinense que possui uma característica de jogo bem diferente do Operário. O Tigre é o terceiro time com mais posse de bola na Série B e troca de passes. É uma equipe que constrói o jogo com passes curtos e apresenta muita dificuldade na hora de finalizar. "O momento é difícil, então vamos simplificar, virar guerra, dá um bico na bola. Não somos o Barcelona", chegou a afirmar o técnico Gilson Kleina.

O Criciúma está na zona de rebaixamento com seis pontos e apenas uma vitória.


Ficha técnica
Brasil; Carlos Eduardo; Ricardo Luz, Bruno Aguiar, Camilo e Sousa; Leandro Leite, Jatobá, Murilo Rangel, Marcinho, Bruno Paulo e Rafael Grampola
Técnico: Rogério Zimmermann

Criciúma; Luiz; Marcos Vinícius, Liel, Derlan e Marlon; Eduardo, Wesley, Adilson Goiano, Daniel Costa.
Vinícius e Léo Gamalho. Técnico: Gilson Kleina

Árbitro: José Cláudio Filho Roca
Local: Bento Freitas
Horário: 19h15min

 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados