Série B

Nem para cima, nem para baixo

Brasil entra na reta final da Série B sem risco de rebaixamento, mas também sem a possibilidade de brigar pelo acesso à Série A

11 de Janeiro de 2021 - 09h43 Corrigir A + A -

Por: Vinícius Guerreiro
vinicius.guerreiro@diariopopular.com.br

Brasil precisará recuperar a derrota para o Avaí na última rodada  (Foto: Carlos Queiroz - DP)

Brasil precisará recuperar a derrota para o Avaí na última rodada (Foto: Carlos Queiroz - DP)

A matemática estabelece um Brasil com o futuro definido no Campeonato Brasileiro da Série B: a manutenção. O Rubro-negro estará pela sexta vez seguida disputando a segunda divisão nacional no segundo semestre deste ano. Segundo o Departamento de Matemática da UFMG, através do portal Probabilidades no Futebol, o Xavante tem 0,22% de chance de ser rebaixado e 0,19% de acesso, faltando apenas cinco rodadas para o final da competição.

Enquanto o Rubro-negro pode pensar no futuro e planejar a temporada que se inicia com o Gauchão no fim de fevereiro, outros 11 clubes disputarão verdadeiras decisões para definirem seus futuros na Série B.
Seis times ainda sonham com o acesso para a Série A, após América-MG e Chapecoense já conquistarem, e disputam as duas últimas vagas. Na parte de baixo da tabela, cinco equipes tentam fugir das três últimas vagas no Z-4, já que o Oeste tem 99,9% de probabilidade de rebaixamento.

No topo, os favoritos ao acesso, segundo a matemática, são: Cuiabá, terceiro colocado com 54 pontos, com 71,6% de chance, e CSA, quarto colocado, com 52 pontos, que possui 59% de probabilidade de subir. Logo atrás vem Juventude, com 42,8%. Já Guarani, com 10,8%, Avaí, com 6,9%, e Ponte Preta, com 6,1%, correm por fora.

A meta para o acesso é alcançar os 62 pontos, que garantem 99,067% de chance. O número que garante 100% é o de 66 pontos.

Rebaixamento
O Brasil verá de camarote cinco equipes disputando três vagas no Z-4. Com o Oeste já rebaixado, podendo chegar no máximo a 38 pontos, o Náutico é o time que está mais próximo de fugir do descenso. O Timbu tem 19,1% de probabilidade de cair. Botafogo-SP e Paraná estão perto de serem rebaixados. Os paulistas possuem 97,7% de chance e os paranaenses 85,2%. Pela matemática, Figueirense, com 56%, e Vitória, com 40,7%, brigariam pela última vaga na Série C.

Taça
Em relação ao título, o América-MG é o favorito. Líderes com 66 pontos, os mineiros estão com 83,9% de probabilidade de serem campeões mais uma vez da Série B. A Chapecoense, segunda colocada com 63 pontos, tem 16,1% de chance.

Campo
O Brasil volta a campo nessa terça-feira (12) no Bento Freitas. Após perder por 1 a 0 para o Avaí e enterrar a chance de acesso, o Rubro-negro faz o clássico gaúcho contra o Juventude. A boa notícia para o técnico Cláudio Tencati é que os primeiros cinco infectados pela Covid-19, do surto de dez atletas, devem estar liberados para o jogo. Entre eles, o atacante Bruno José.

Por outro lado, Tencati não poderá contar com Rafael Vinícius. O meia foi expulso na derrota da última sexta-feira e terá que cumprir suspensão. Cazzonati e Thalles seriam as alternativas. Eles ficaram no banco contra o Avaí. Caso estejam liberados, Bruno José, deslocando Matheus Oliveira para o meio, e Simião são alternativas.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados