Despedida

Michel Bastos anuncia a aposentadoria dos gramados

Jogador pelotense de 36 anos começou a carreira na Boca do Lobo, brilhou na França e defendeu a Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2010

07 de Outubro de 2019 - 17h26 Corrigir A + A -
Michel em ação pelo Pelotas em 2002 contra o Tubarão, na Copa Sul Minas (Foto: Carlos Queiroz - Infocenter - DP)

Michel em ação pelo Pelotas em 2002 contra o Tubarão, na Copa Sul Minas (Foto: Carlos Queiroz - Infocenter - DP)

No Lyon, da França, viveu um dos melhores momentos da sua trajetória no futebol (Foto: AFP)

No Lyon, da França, viveu um dos melhores momentos da sua trajetória no futebol (Foto: AFP)

Ainda atuando na lateral, Michel foi convocado por Dunga para defender o Brasil na Copa de 2010 (Foto: Divulgação - CBF)

Ainda atuando na lateral, Michel foi convocado por Dunga para defender o Brasil na Copa de 2010 (Foto: Divulgação - CBF)

Família Bastos reunida para assistir à estreia de Michel na Copa de 2010 (Foto: Infocenter - Jô Folha - DP)

Família Bastos reunida para assistir à estreia de Michel na Copa de 2010 (Foto: Infocenter - Jô Folha - DP)

O pelotense Michel Bastos anunciou nesta segunda-feira (7) a aposentadoria dos gramados. Aos 36 anos, o jogador que começou a carreira no Pelotas publicou uma mensagem em seu Instagram agradecendo ao futebol, aos familiares, aos clubes que defendeu e a todos os profissionais, torcedores e fãs pelo carinho e incentivo.

Michel estava sem clube desde setembro. Ele defendeu o América Mineiro por quatro meses na Série B do Campeonato Brasileiro, mas deixou o Coelho ao término do contrato e resolveu descansar depois de quase 20 anos dedicados ao futebol profissional. No texto de despedida, lembrou do início da carreira na Boca do Lobo. "Tenho o maior orgulho de dizer que meu início foi na minha cidade natal, que me possibilitou chegar ao futebol europeu e até à Seleção Brasileira. Por isso, obrigado especial ao Esporte Clube Pelotas", escreveu.

A trajetória

A caminhada começou cedo, na base do Lobo, clube pelo qual se profissionalizou. Jogando na lateral, Michel se destacou no Pelotas em três competições: a Série C do Brasileiro, em 2001, o Gauchão e a Copa Sul Minas, em 2002. As boas apresentações o levaram para o Feyenoord, da Holanda. Ainda em território holandês, defendeu o Excelsior, antes de retornar ao Brasil, comprado pelo Athletico Paranaense. Michel passou pelo Grêmio em 2004, mas foi no Figueirense, no ano seguinte, que reencontrou seu melhor futebol. Foi o destaque da equipe catarinense e se tornou um dos principais nomes do país na lateral esquerda.

Michel retornou à Europa em 2006 para jogar no Lille. O melhor momento da carreira veio na sequência, em 2009, quando assinou contrato com o Lyon. O pelotense chegou à equipe para suprir a saída do ídolo Juninho Pernambucano, que se transferira para o Oriente Médio. Foi quando chegou à Seleção Brasileira. Michel acabou convocado por Dunga para ser o lateral esquerdo do Brasil na Copa do Mundo de 2010, para a alegria da família Bastos, que sempre o acompanhou. No mesmo ano esteve entre os melhores do mundo na lista da Fifa e também na seleção da Uefa, ao lado dos laterais Ashley Cole, do Chelsea, Van Bronkhorst, do Feyenoord, Riise, da Roma, e Fábio Coentrão, do Benfica, três atualmente aposentados e o último sem clube.

Da França, partiu para a Alemanha, onde jogou pelo Schalke 04. Passou ainda por Al Ain, dos Emirados Árabes, e Roma, da Itália, antes de desembarcar no Morumbi para defender o São Paulo. No país, defendeu ainda Palmeiras e Sport antes de encerrar a carreira após a saída do América.

"Hoje um capítulo se acaba, mas outros começam e também prometem ser cheios de alegrias e emoções. É como estar assistindo Netflix: quando a série e boa a gente continua acompanhando as outras temporadas, então seguirei aqui contando com o carinho de vocês. Continuarei protagonizando meus próximos capítulos de uma outra forma, cuidando da minha família, que hoje é o meu bem maior”, destacou Michel, pai de Lucas e Valentina.

Confira a publicação do jogador no Instagram:

Ver essa foto no Instagram

Não tenho palavras para descrever o que representa o futebol profissional na minha vida, mas chegou o tão difícil momento de me despedir. Quando era pequeno via meu pai jogar e sonhava em ser como ele. Mas, com a permissão de Deus, cheguei muito além do que imaginava. Só tenho a agradecer aos meus pais, dona Elisabete e seu Argeu Bastos, que sempre me mostraram o caminho certo para ser uma pessoa de caráter. Obrigado a todos meus familiares, minhas irmãs, tios, tias, primos e avós. Reservei um espaço para uma dedicatória especial para a minha tia Neuza e tio Alcides (que Deus o tenha) pelo que fizeram por mim lá no começo, me acolhendo me dando casa, comida, estudo e o mais importante, muito amor e carinho! Agradeço os treinadores, colegas de trabalho e funcionários de todos os clubes que passei. Cada um de vocês foi muito importante na minha trajetória. Tenho o maior orgulho de dizer que foi meu início na minha cidade natal que me possibilitou chegar ao futebol europeu e até a Seleção Brasileira. Por isso, obrigado especial ao @ecpelotas ! Minha gratidão também ao Excelsior, @feyenoord , @athleticoparanaense, @gremio, @figueirenseoficial, @losclive,@ol, @s04, @officialasroma, Al Ain,@saopaulofc, @palmeiras,@sportrecife e América Mineiro, clubes que tive a honra de defender ao longo desses anos. Torcedores e fãs, valeu!! Cada incentivo e gesto de carinho me deram forças para atingir todos meus objetivos. Hoje um capítulo se acaba, mas outros começam e também prometem ser cheios de alegrias e emoções. É como estar assistindo Netflix: quando a série e boa a gente continua acompanhando as outras temporadas, então seguirei aqui contando com o carinho de vocês. Continuarei protagonizando meus próximos capítulos de uma outra forma, cuidando da minha família, que hoje é o meu bem maior. Para finalizar, minha enorme gratidão à minha esposa Letícia, que está comigo há 15 anos, desde lá do começo de tudo, roendo o osso! OBRIGADO, POLACA, por sempre ter estado ao meu lado! Não posso esquecer, lógico, dos meus dois amores que são meus filhos, Lucas e Valentina. Foram vocês que me fizeram crescer e me tornar o homem que sou hoje. TE AMO, FUTEBOL!!! OBRIGADO POR TUDO!!

Uma publicação compartilhada por Michel Bastos (@mb15oficial) em 7 de Out, 2019 às 7:35 PDT


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados