Gauchão 2020

Maratona após recesso

Brasil terá dois compromissos pelo Gauchão e decisão de vaga na Copa do Brasil nos primeiros sete dias de março; duelo diante do Manaus pela competição nacional será no próximo dia 4

17 de Fevereiro de 2020 - 11h34 Corrigir A + A -
Jogadores seguem ritmo de intertemporada (Foto: Carlos Queiroz - DP)

Jogadores seguem ritmo de intertemporada (Foto: Carlos Queiroz - DP)

Com a data do confronto diante do Manaus pela Copa do Brasil marcada para o dia 4 de março, no estádio Bento Freitas, o Brasil passou a ter três compromissos em apenas sete dias. Antes disso, no primeiro dia do mês, o rubro-negro recebe o Novo Hamburgo no dia primeiro e depois, no dia 7, enfrenta o Internacional, no Beira-Rio, em Porto Alegre, ambos pelo segundo turno do Campeonato Gaúcho.

Mesmo com o desgaste intenso, previsto para a sequência de jogos que se aproxima, a comissão técnica mantém a rotina de treinamentos desde o último dia 8, quando venceu o São José por 1 a 0 na Baixada, pela última rodada da primeira fase do Gauchão. Além disso, Gustavo Papa não planeja poupar ninguém entre os duelos. Isso porque a Copa do Brasil é uma importante fonte de recursos para o caixa do clube, combalido após forte crise financeira no último ano, em um cenário de atrasos salariais de jogadores e funcionários que beiraram os três meses.

Apenas por participar da primeira fase da Copa do Brasil, o Xavante embolsou R$ 540 mil. Após empatar em 3 a 3 com o Gama, em jogo épico no Distrito Federal, o clube acabou faturando mais R$ 650 mil. Na soma entre as duas premiações, cerca de R$ 1,2 milhão foram conquistados através da competição brasileira com as melhores bonificações. E ainda pode melhorar.

Para garantir mais 1,5 milhão, o Brasil tem pela frente o desafio de enfrentar o Manaus no próximo dia 4, às 20h30min, no estádio Bento Freitas. Quem vencer avançará à terceira fase da competição e levará o prêmio em dinheiro. Em caso de empate no tempo normal, a decisão será por pênaltis, diferentemente do que aconteceu na primeira fase, quando o time com melhor posição no ranking da CBF tinha a vantagem da igualdade no placar. O vencedor do confronto enfrentará Brusque-SC ou Remo, que jogam nesta quinta, às 21h30min, em Santa Catarina.

Renuncia ou fica?

A partir desta segunda-feira (17), é aguardada uma decisão do presidente Ricardo Fonseca sobre seu futuro no comando do clube. Desde que recebeu ameaças de morte, em pichações no muro do estádio Bento Freitas, o mandatário vem repensando sua participação na cúpula diretiva e está inclinado a deixar o Brasil depois de oito temporadas.

Na última sexta-feira, o vice de futebol do clube, Giovane Alcântara, acabou anunciando o desligamento de Edu Pesce, ex-gerente executivo do clube. Durante a fala, ele deixou a possibilidade de contratar um novo profissional para a área em aberto até a decisão do presidente. Em um tom de contrariedade, Alcântara também falou sobre a necessidade do clube em seguir sua vida independentemente de saídas, o que também aumentou o indicativo de renúncia do presidente rubro-negro.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados