Pandemia

Julinho Camargo é internado com suspeita de Covid-19

Morador de Capão da Canoa, ex-técnico do Pelotas sentiu falta de ar e procurou o Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre

30 de Junho de 2020 - 20h32 Corrigir A + A -
Julinho está no Hospital Moinhos de Vento com a esposa, também internada (Foto: Divulgação - DP)

Julinho está no Hospital Moinhos de Vento com a esposa, também internada (Foto: Divulgação - DP)

O ex-técnico do Pelotas, Julinho Camargo, foi internado nesta terça-feira (30) na UTI do Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre, com suspeita de infecção pelo novo coronavírus. O treinador apresentou sintomas da doença e foi encaminhado ao hospital junto da esposa, que também foi internada.

Julinho iniciou a carreira na base do Grêmio, em 1989. Anos depois passou pela base do Internacional até começar sua trajetória pelo interior no RS Futebol, de Alvorada. Ele dirigiu a seleção sub-23 do Kwait em 2004 e retornou ao Rio Grande do Sul, onde seguiu para outras equipes, como Brasil de Farroupilha e Veranópolis, antes de retornar à base gremista. Julinho foi auxiliar na dupla Ba-Vi e ainda treinou Novo Hamburgo e Caxias antes de chegar ao Pelotas, em 2014. Nos últimos anos, passou por Goiás, Brasília, Boa Esporte e Sampaio Corrêa. No Gauchão deste ano, dirigiu mais uma vez o Novo Hamburgo. Deixou o clube após cinco rodadas.

Em entrevista ao site Gaúcha ZH, o preparador físico Luciano Ilha, que atuou com Julinho Camargo em vários clubes, disse que o treinador - que mora em Capão da Canoa - foi até a capital após acordar com falta de ar nesta terça. Ele procurou um hospital da cidade litorânea há mais de uma semana, com o mesmo sintoma e se sentindo gripado, mas foi medicado e voltou para casa.

Ainda de acordo com a Gaúcha ZH, Julinho não chegou a ser entubado, mas utiliza cateter nasal de alto fluxo. O Hospital Moinhos de Vento não divulga informações sobre casos suspeitos ou confirmados de Covid-19 "por questões éticas e jurídicas", de acordo com a assessoria de imprensa.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados