Gauchão 2020

Inter estreia com vitória

Com time reserva, Internacional vence o Juventude no primeiro jogo sob o comando de Eduardo Coudet

24 de Janeiro de 2020 - 00h16 Corrigir A + A -
Thiago Galhardo comemora o gol com Chacho Coudet. (Foto: Divulgação - DP)

Thiago Galhardo comemora o gol com Chacho Coudet. (Foto: Divulgação - DP)

Eduardo Coudet começou sua trajetória no comando do Internacional com vitória. Com gol de pênalti marcado por Thiago Galhardo, o Colorado bateu o Juventude por 1 a 0, na noite de quinta-feira (23), no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul. Líder do Grupo A do Campeonato Gaúcho ao lado do Ypiranga, o Inter volta a campo no domingo, quando recebe o Pelotas, no Beira-Rio.

Jogando diante de sua torcida, o Papo iniciou a partida tentando causar desconforto à jovem defesa vermelha, marcando pressão e buscando impossibilitar a saída de jogo. O Inter, que atuou com o time reserva, contou com grande exibição de seu meio de campo para furar, a passes rápidos e rasteiros, o bloqueio mandante. Foi assim, aos 15, que o time de Eduardo Coudet invadiu a área caxiense em ritmo alucinante. De Thiago Galhardo para Marcos Guilherme e dele com Sarrafiore, que apenas não marcou por dois milagres. O primeiro, de Carné. Na sequência, o zagueiro Genílson colocou a mão na bola para evitar o gol. Pênalti, marcado por Daronco e convertido por Thiago Galhardo.

Com a vantagem no placar e dentro de campo, consequência da expulsão do autor da penalidade, o Inter ficou ainda mais à vontade na partida. Apostando em triangulações pelo lado, usando seus laterais para ganhar amplitude no campo, e realizando intensa movimentação no último terço do gramado, o Colorado voltou a criar boas oportunidades, mas não conseguiu, até o intervalo, voltar a vazar os mandantes.

A etapa final esteve dividida em dois momentos distintos. Em sua primeira metade, viu um Inter intenso, pressionando, capaz de criar seguidas chances em jogadas tramadas pelo lado do campo. Na melhor delas, Lindoso soltou a bomba e, por centímetros, não ampliou a vantagem. Após os 25 minutos, a equipe da casa cresceu e até ameaçou a meta de Marcelo Lomba

As principais oportunidades na reta final do duelo, porém, foram vermelhas. Primeiro com Marcos Guilherme, que recebeu grande passe de Sarrafiore e chutou de canhota na saída do goleiro, que operou milagre. E depois com Thiago Galhardo, igualmente parado por boa defesa do arqueiro do Juventude.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados