Olimpíadas

Ingrid Oliveira garante vaga em Tóquio

Atleta passou para a semifinal do Pré-Olímpico de Saltos Ornamentais com 285,30 pontos e na 14ª posição

04 de Maio de 2021 - 20h12 Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

Atleta chegou nas semifinais do Pré-Olímpico (Foto: Divulgação - DP)

Atleta chegou nas semifinais do Pré-Olímpico (Foto: Divulgação - DP)

O terceiro dia de Copa do Mundo (Pré-Olímpico) de Saltos Ornamentais começou com mais uma conquista de vaga para os Jogos Olímpicos de Tóquio para o Brasil. Nesta terça-feira (4), a atleta Ingrid Oliveira, na plataforma, passou para a semifinal com 285,30 pontos e na 14ª colocação.

"Estou muito feliz. Quem está ao meu redor sabe que não foi fácil. Vim de um Sul-Americano onde eu não competi tão bem, isso mexeu um pouco com a minha mente, mas sabia que aqui era tudo ou nada. Consegui dar o meu melhor e consegui essa vaga para o Brasil", disse Ingrid.

Outra brasileira que disputou na plataforma foi Giovanna Pedroso, que não se classificou pois terminou a prova na 20º posição. No entanto, de acordo com a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA), Giovanna ainda pode garantir uma vaga para o Brasil nos Jogos: a confirmação da Fina deve sair até junho.

Até o momento, o Brasil conquistou quatro vagas nos Saltos Ornamentais para os Jogos Olímpicos de Tóquio. Luana Lira, no trampolim de 3 metros, Kawan Pereira, Isaac Souza e Ingrid Oliveira, na plataforma, garantiram o Brasil nas Olimpíadas. Entre todas as modalidades, o país já conta com 213 vagas confirmadas.

Resultado histórico

Um dia após assegurar presença na Olimpíada de Tóquio, Kawan Pereira conquistou o melhor resultado do Brasil na história dos Saltos Ornamentais ao terminar em 10º lugar na plataforma (dez metros) na Copa do Mundo, que também ocorre na capital japonesa.

A trajetória de Kawan na Copa do Mundo, na mesma piscina onde ocorrerão as disputas olímpicas, começou com a quarta colocação nas eliminatórias (456,05). Nas semifinais ficou em sexto lugar (448,80) e na decisão final fechou na décima posição (409,90). "A sensação é bem boa. Estou muito feliz com meu resultado, pois vim treinando muito forte nos últimos três meses para esta prova. Fico feliz por ser um resultado inédito. Não sabia disso, mas estou feliz e orgulhoso do trabalho que foi realizado", disse o atleta.

A competição termina hoje. Para assegurar vaga olímpica, os brasileiros precisam ficar entre os 18 primeiros colocados na disputa individual e, na sincronizada, estar nas três primeiras posições ao final do Pré-Olímpico.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados