Tóquio 2020

Hugo Calderano perde, mas faz história no tênis de mesa

Mesatenista de 25 anos, derrotado nas quartas de final contra alemão, alcançou melhor marca de um brasileiro na história das Olimpíadas

28 de Julho de 2021 - 10h14 Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

Foi a melhor participação do Brasil na história do tênis de mesa olímpico (Foto: Wander Roberto - COB)

Foi a melhor participação do Brasil na história do tênis de mesa olímpico (Foto: Wander Roberto - COB)

Hugo Calderano foi derrotado nas quartas de final do torneio individual do tênis de mesa nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Na manhã desta quarta-feira (28), o carioca até abriu dois sets de vantagem contra o alemão Dimitrij Ovtcharov, mas sofreu a virada e perdeu por 4 a 2.

As parciais foram de 11/7, 11/5, 8/11, 7/11, 8/11 e 2/11. Ainda assim, Hugo fez história: nunca um brasileiro havia chegado tão longe na modalidade em Olimpíadas.

A partir do próximo domingo, Calderano retorna à ação na disputa por equipes do tênis de mesa. Ele é bicampeão Pan-Americano e está entre os dez melhores colocados do ranking mundial.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados