Brasileirão 2021

Grêmio supera a Chapecoense por 3 a 1 e se mantém vivo contra a queda

Volantes Lucas Silva e Thiago Santos são fundamentais na vitória em SC. Distância para sair do Z-4 diminui para quatro pontos

20 de Novembro de 2021 - 21h05 Corrigir A + A -
Na terça-feira (23), time de Vagner Mancini recebe o Flamengo, em jogo atrasado, na Arena (Foto: Lucas Uebel - Grêmio)

Na terça-feira (23), time de Vagner Mancini recebe o Flamengo, em jogo atrasado, na Arena (Foto: Lucas Uebel - Grêmio)

O Grêmio cumpriu a obrigação e venceu a lanterna do Brasileirão, a Chapecoense, por 3 a 1 na noite deste sábado (20), na Arena Condá, em Chapecó, pela 34ª rodada da competição. O resultado leva o Tricolor a 35 pontos, momentaneamente a quatro de sair da zona de rebaixamento.

O clube porto-alegrense foi beneficiado pela derrota do Juventude, que soma 39 pontos, para o líder Atlético-MG, por 2 a 0, no Mineirão, e pelo empate do Atlético-GO, que chegou aos mesmos 39 ao empatar por 1 a 1 com o Ceará, em casa. O próximo compromisso será uma partida atrasada, diante do Flamengo, às 21h de terça-feira (23), na Arena.

Volantes decidem o jogo

Após o triunfo sobre o RB Bragantino, Vagner Mancini optou por manter a base do time. Campaz e Jhonata Robert iniciaram entre os titulares novamente, por exemplo. E Miguel Borja, outra vez à disposição depois de servir a Colômbia nas Eliminatórias, permaneceu no banco para a titularidade de Diego Souza.

O Grêmio tentou tomar a iniciativa, diante da lanterna e já rebaixada Chapecoense. Mas a primeira chance foi dos mandantes, quando Henrique Almeida, ainda nos lances iniciais, pegou sobra na pequena área e furou em bola, permitindo defesa fácil de Gabriel Chapecó. O Tricolor ia crescendo pouco a pouco e ocupando com maior frequência o campo de ataque, principalmente pelas investidas de Ferreira no mano a mano pela esquerda.

Em um dos cruzamentos do camisa 11, Jhonata Robert cabeceou e parou em defesa de João Paulo, que estava dentro do gol mas segurou a bola fora da meta. Mesmo sem brilhar, a equipe de Porto Alegre conseguiu sair na frente e se aliviar um pouco. Aos 35 minutos, Lucas Silva soltou uma pancada de fora da área e, contando com ajuda do goleiro, mal posicionado, abriu o marcador: 1 a 0. Antes do intervalo, um chute forte de Busanello, lateral ex-Pelotas, parou em intervenção firme de Chapecó.

No segundo tempo, aos 14 minutos, os volantes tricolores voltaram a brilhar. Lucas Silva passou a Thiago Santos, que invadiu a área e arrematou para fazer 2 a 0. Mais tarde, com 30 no relógio, várias alterações já haviam acontecido, e um escanteio da Chape resultou em gol contra de Cortez. Só que o Grêmio não chegou a passar sufoco, pois Laércio, zagueiro dos donos da casa, desviou na direção da própria meta um cruzamento de… Cortez! 3 a 1 e vitória garantida para a equipe de Mancini, que segue viva na luta contra a queda.

Ficha técnica

Chapecoense 1: João Paulo; Ezequiel, Laércio, Ignácio e Busanello; Moisés Ribeiro (Bruno Silva), Anderson Leite e Ronei (Renê Jr); Mike (Lima), Henrique Almeida (Geuvânio) e Kaio Nunes (Rodrigo Silva). Técnico: Felipe Endres.

Grêmio 3: Gabriel Chapecó; Rafinha (Vanderson), Geromel, Kannemann e Cortez; Thiago Santos (Villasanti), Lucas Silva, Jhonata Robert (Alisson), Campaz (Victor Bobsin) e Ferreira; Diego Souza (Borja). Técnico: Vagner Mancini.

Gol: Cortez (contra), 30’ 2T (C); Lucas Silva, 35’ 1T, Thiago Santos, X’ 2T, e Laércio (contra), X’ 2T (G).

Cartões amarelos: Anderson Leite (C) e Cortez (G).

Arbitragem: Rodolpho Toski Marques.

Local: Arena Condá.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados