Esporte e Políticas Públicas

Governador Eduardo Leite abre a Conferência Estadual do Esporte e Lazer

Semana busca discutir as diretrizes das políticas públicas que querem o esporte e o lazer no estado

24 de Outubro de 2020 - 09h46 Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

"Encaramos o esporte como essencial à qualidade de vida da população", afirmou Leite na abertura da conferência (Foto: Divulgação - DP)

Depois de dezenas de encontros municipais, chegou a hora de as seis regiões gaúchas discutirem as diretrizes das políticas públicas que querem para o esporte e o lazer no Rio Grande do Sul. A nova etapa foi iniciada com a cerimônia virtual de abertura da Conferência Estadual do Esporte e Lazer.

Em transmissão ao vivo pelas redes sociais, o governador Eduardo Leite, o titular da Secretaria do Esporte e Lazer (SEL), Francisco Vargas, e o coordenador da assessoria técnica da SEL, Marcelo Gigoski, falaram sobre o funcionamento e os objetivos do evento.

“Encaramos o esporte como essencial à qualidade de vida da população, tanto é que recriamos a Secretaria do Esporte e Lazer. Mas entendemos que as políticas públicas não devem ser determinadas por aquilo que o governador ou a secretaria pensam, mas construídas de acordo com o que a sociedade entende. Por isso, essa conferência, que terá seis etapas regionais, de forma online, e depois a etapa estadual, reunindo tudo o que foi debatido, é de extrema importância. Ao final, tenho certeza de que teremos resultados eficientes e que poderão melhorar a vida dos gaúchos”, afirmou o governador.

Logo após a manifestação, também de forma virtual, o secretário Francisco Vargas conduziu a abertura da primeira conferência regional, que congrega toda a região de Pelotas. “Tenho certeza de que seria ainda melhor se estivéssemos reunidos de forma presencial, mas, devido às restrições pela pandemia, essa foi a forma que encontramos e que bom que estamos aqui hoje, reunidos. O esporte é o maior fenômeno social do século passado e segue sendo neste. É redundante falar dos seus benefícios, mas preciso chamar a atenção para a inclusão, a integração e ascensão social que ele promove. Além da questão econômica, é isso que norteia a nossa gestão e com o que estamos mais preocupados, pois o sucesso da política em prol do esporte reflete em melhorias de índices de criminalidade, em saúde mental e física da população, ou seja, em toda a nossa sociedade”, destacou Vargas.

Fizeram parte da programação do evento em Pelotas o painel Eixo Esporte Educacional, Rendimento e Participação, conduzido por Marcelo Sousa, e uma discussão sobre Paradesporto e Idosos, com a painelista Fernanda Makvitz. Ao final da tarde, o representante da Regional de Pelotas também fará um pronunciamento sobre as demandas locais relacionadas aos eixos da conferência.

Etapas

A Conferência Estadual de Esportes e Lazer foi formatada em três etapas. A primeira com encontros municipais, que ocorreram em agosto e setembro. A segunda iniciou-se nesta sexta, com a Conferência Regional em Pelotas, seguida de mais cinco conferências nos municípios de Erechim, Santo Ângelo, Caxias do Sul, Santa Maria e Novo Hamburgo, que deverão ocorrer até março de 2021.

Nas seis conferências regionais serão abordados dois eixos temáticos: 1) Esporte educacional, de rendimento e de participação (esporte escolar, esporte universitário, esporte de rendimento e esporte de participação) e 2) Paradesporto e idosos (manifestação esportiva e lazer do paradesporto, paradesporto escolar, paradesporto de rendimento e jogos dos idosos).

A etapa estadual da conferência, em junho de 2021, reunirá todas as demandas regionais discutidas nas anteriores e comporá a redação final, transformando seus resultados em um projeto de lei do esporte no Estado.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados