De olho no acesso

Gerente executivo Ademir Bertoglio é apresentado na Boca do Lobo

Profissional chega para acelerar os processos de contratação de treinador e jogadores para a Segundona, que deve começar em meados de abril

07 de Dezembro de 2021 - 18h38 Corrigir A + A -
Ademir estava no Caxias e tem, no currículo, passagem de nove anos pelo Veranópolis (Foto: Aline Klug)

Ademir estava no Caxias e tem, no currículo, passagem de nove anos pelo Veranópolis (Foto: Aline Klug)

Apesar das movimentações anteriores, que inclusive já aceleraram processos internos na Boca do Lobo, o 2022 do Esporte Clube Pelotas teve, durante a tarde desta terça-feira (7), um marco de pontapé inicial. De olho no retorno à elite gaúcha, o Lobo apresentou o novo gerente executivo do clube, Ademir Bertoglio. A partir de agora, a formação do elenco do primeiro semestre da próxima temporada e a contratação de profissionais para a comissão técnica viram os principais focos.

Ex-jogador, aposentado em 2006, Ademir tem experiência na área e conhece o futebol do interior do RS. Afinal de contas, trabalhou por nove anos no Veranópolis e, entre 2019 e o último mês de outubro, esteve no Caxias. Entender as peculiaridades da Divisão de Acesso, aliás, é uma das maiores preocupações da direção áureo-cerúlea, conforme vem ressaltando o vice de futebol Gabriel Ribeiro.

Ao longo da primeira entrevista coletiva presencial na Avenida desde o início da pandemia, Bertoglio se disse honrado por representar o Pelotas. Mesmo com outras propostas sobre a mesa, decidiu aceitar o convite azul e ouro. “O segredo do sucesso é a montagem do grupo. Eu vim pra cá primeiro para subir a equipe, junto com a direção, os atletas e a torcida. As demais situações vêm depois. Mas penso em ficar bastante tempo aqui – e para isso preciso de resultados”, antecipou Ademir.

Datas seguem travando avanços

A Divisão de Acesso deve começar em meados de abril, porém ainda não há confirmação por parte da FGF. São cerca de quatro meses, portanto, até a provável estreia. No pronunciamento antes da abertura para perguntas, Gabriel Ribeiro considerou a terça-feira como “início do nosso acesso”.

Tratado como “top da lista”, o novo gerente não tocou em nomes de treinadores – nem mesmo quando questionado a respeito. A ideia é iniciar negociações com jogadores que posteriormente disputarão a primeira divisão estadual, evitando que o clube queime as tradicionais “fichas”. Em anos anteriores à eclosão da pandemia, o número costumava ser de apenas três, mas em 2021 subiu para oito.

Justamente por isso, o Lobo quer se antecipar no mercado e garantir que algumas peças do elenco sejam vinculadas ao clube antes do começo do Gauchão. Uma vez finalizada a elite, eles retornariam a Pelotas para a luta áureo-cerúlea pelo acesso. A preparação começaria cerca de 45 dias antes da bola rolar oficialmente.

A respeito da média de idade do plantel, o planejamento prezará pelo equilíbrio. “Minha preferência é por atletas de 24 a 28 anos. Não são tão novos mas também não tão experientes. Mas com certeza teremos atletas mais jovens e outros acima de 30, até de 35. Esse perfil de jogadores serve muito para uma competição como a Divisão de Acesso”, revelou Ademir.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados