Sub-17

Garotada atravessa o país

Brasil encara o São Raimundo, às 17h, em Boa Vista, Roraima, pela primeira eliminatória da Copa do Brasil Sub-17

25 de Novembro de 2020 - 10h30 Corrigir A + A -

Por: Vinícius Guerreiro
vinicius.guerreiro@diariopopular.com.br

Xavante treinou na tarde de ontem no Estádio Canarinho para fazer o reconhecimento do gramado (Foto: Divulgação - DP)

Xavante treinou na tarde de ontem no Estádio Canarinho para fazer o reconhecimento do gramado (Foto: Divulgação - DP)

Enquanto o Brasil estava em campo contra o CRB na noite de ontem no Bento Freitas, a garotada do sub-17 descansava pensando no duelo decisivo desta quarta-feira (25). O Xavante entra em campo às 17h pela Copa do Brasil Sub-17 frente ao São Raimundo, no Estádio Canarinho, em Boa Vista, Roraima, do outro lado do país.

O deslocamento iniciou no último domingo. Inclusive a delegação esteve com o presidente eleito, Nilton Pinheiro, antes de partir para Roraima. Foi preciso viajar a madruga inteira, com escala em Brasília, até chegar ao Norte do país. De quebra a garotada do Brasil teve que encarar uma diferença de clima. Fábio Borba, coordenador das categorias de base do clube, contou que a sensação era de muito abafamento - um obstáculo a mais quando o Xavante entrar em campo nesta tarde.

Desafios, porém, não faltam à base rubro-negra. O ano de pandemia impossibilitou a continuidade da preparação e disputa de diversas competições entre todas as categorias do CFA Xavante. Por isso Borba acredita em um confronto muito equilibrado contra o São Raimundo.

“O ano está muito difícil. Questão técnica, preparação, mas para todo mundo. A expectativa para o jogo é bem difícil, jogo eliminatório e fora de casa. Um clima muito intenso, muito abafado. Pouca informação do time deles”, analisou o coordenador.

Diferente de outros anos, na atual edição o visitante não leva vantagem do empate. Para classificar, o Brasil precisará vencer o São Raimundo. Um empate fará a decisão na próxima vaga ocorrer nas penalidades máximas. Apesar da adversidade de atuar longe de Pelotas, Borba vê o Xavante do técnico Michael Corrales pronto para o desafio.

“Um treino para ir se adaptando. Hoje fizemos o reconhecimento do gramado. A gente sabe que dentro das condições, estamos bem preparados”, afirmou Borba.

O próprio técnico do Brasil também projetou a partida. “A expectativa é de um jogo muito competitivo. Estamos nos preparando há um mês e esperamos fazer um jogo equilibrado para voltarmos com a classificação”.

Experiência
À frente de qualquer resultado está a preparação e o amadurecimento dos atletas da categoria sub-17. O coordenador Fábio Borba destacou a importância para a garotada de poder disputar uma Copa do Brasil.
“Estamos tendo uma oportunidade de jogar em uma região diferente e isso é uma experiência cultural muito importante. Conhecer a realidade de outros clubes, essa é uma das oportunidades que a Copa do Brasil proporciona. Ter a possibilidade de ter essa bagagem na formação deles é muito importante como uma preparação para um dia chegarem ao profissional”, disse o dirigente.

Avançando
Caso passe de fase o Brasil irá encarar o vencedor de São Raimundo, do Amazonas, ou o Atlético Mineiro.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados