Futebol

Férias forçadas

Clubes da Série B do Campeonato Brasileiro anunciam medidas para diminuir despesas durante a paralisação

26 de Março de 2020 - 18h02 Corrigir A + A -

Por: Henrique Risse
esporte@diariopopular.com.br 

Série B não tem data para ser iniciada. (Foto: Jô Folha - DP)

Série B não tem data para ser iniciada. (Foto: Jô Folha - DP)

Em conjunto, os 20 clubes da Série B do Campeonato Brasileiro anunciaram medidas para conter gastos durante a paralisação do futebol nacional devido à pandemia pelo novo coronavírus. Os dirigentes decidiram conceder férias coletivas de 20 dias para atletas e membros de comissão técnica, além da redução salarial de 25% após esse período.

Em comunicado publicado nesta quinta-feira (26), as equipes informaram ter chegado a essa decisão após um impasse nas negociações entre o Conselho Nacional de Clubes e a Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol (Fenapf). Inicialmente, os funcionários dos clubes terão 20 dias de férias, prorrogáveis por mais dez. O aumento ou não do período será definido em uma reunião, marcada para o dia 15 de abril. Ainda segundo o nota, os clubes desejam 20 dias de intertemporada antes do início da competição nacional.

O presidente da Fenapf, Felipe Augusto Leite, se disse surpreendido com a nota. "Foi uma decisão precipitada divulgar essa nota. As férias coletivas devem ser adequadas ao período que a CBF determinar. Estamos procurando discutir com uma unidade, com 46 clubes juntos. O que adianta decidir as férias agora se podem, na semana que vem, arrumar uma vacina?", questionou.

Bruno Santos, lateral esquerdo do Brasil, vai na mesma linha do dirigente. "Ainda está muito cedo pra dar uma opinião concreta sobre esse assunto. Essas férias vão dar um tempo para os sindicatos e advogados tentarem entrar com um acordo com clubes e CBF. Nós, jogadores, estamos conversando sobre essa decisão, mas não vamos assinar nada ainda", comentou o jogador.

Gauchão continua suspenso
Em reunião realizada na tarde de quinta-feira, por videoconferência, a Federação Gaúcha de Futebol (FGF) decidiu manter o Campeonato Gaúcho suspenso por tempo indeterminado. Uma nova conversa, marcada para o dia 20 de abril, deve definir o futuro da competição estadual.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados