Terceirona

Farroupilha se recupera da derrota na estreia

Com novo técnico e reforços, Tricolor vence o Rio Grande no Arthur Lawson pela 2ª rodada da competição

05 de Abril de 2017 - 19h27 Corrigir A + A -

Por: Redação
web@diariopopular.com.br

Carlos Gatto divide com o goleiro do Rio Grande na noite desta quarta-feira na vitória por 1 a 0 no estádio Arthur Lawson, pela Terceirona; Farroupilha vence a primeira com gol do atacante que estreou pelo Tricolor após rescindir com o Pelotas  (Foto: Jonathan Silva - Especial DP)

Carlos Gatto divide com o goleiro do Rio Grande na noite desta quarta-feira na vitória por 1 a 0 no estádio Arthur Lawson, pela Terceirona; Farroupilha vence a primeira com gol do atacante que estreou pelo Tricolor após rescindir com o Pelotas (Foto: Jonathan Silva - Especial DP)

O Farroupilha compensou a derrota na estreia da Terceirona nesta quarta-feira (5) ao vencer o Rio Grande, fora de casa, por 1 a 0. O gol foi marcado por um dos estreantes da noite no Tricolor, o atacante Carlos Gatto (ex-Pelotas). Com o resultado, o Fantasma dorme na liderança do Grupo A juntamente com Internacional e Bagé, mas com um jogo a mais. O time do técnico Luciano Côrrea, que também fez sua estreia, mas na casamata do Farrapo, volta a campo sábado que vem, quando recebe o Novo Horizonte, de Esteio, no estádio Nicolau Fico.

Se na etapa inicial o Farroupilha abriu placar, na final teve bem menos dificuldades para administrar a vantagem. 

Também precisando da vitória apos a goleada de 4 a 1 sofrida na estreia pelo sub-20 do Internacional, o Rio Grande tratou de mostrar as armas tão logo o árbitro Igor Balke apitou o início do jogo. Antes de um minuto, o time da casa já perdia uma grande oportunidade. O Vovô voltou para exorcisar o Fantasma aos 12, obrigando o goleiro Hermes a uma baita defesa. Mas quem não faz, você sabe, leva. Aos 16, Carlos Gatto, que sem espaço teve o contrato rescindido no Pelotas, abriu o placar no Arthur Lawson: 1 a 0.

Sem alternativa, o Rio Grande partiu pra cima. Aos 28 chegava com perigo pela segunda vez, agora, exigindo outra defesa importante de Hermes, o único goleiro que o Farroupilha mandou à Noiva do Mar. Aos 42 ele voltou a brilhar após Grilo invadir a área e mandar a bomba. O Farrapo aos 42 chegou ao segundo gol, através de Madalena, mas a arbitragem assinalou impedimento.

Na etapa complementar, quando se esperava um sufoco do time da casa, o time de Luciano Côrrea acertou a marcação e correu bem menos perigo que na etapa inicial. Diante de um adversário nervoso, o Tricolor do Fragata sofreu um susto aos 14, em cobrança de falta de Alex que Hermes não segurou. No rebote, a bola acabou indo pela linha de fundo. 

Notícias relacionadas


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados