Série B

Faltou concentração

Brasil apresenta falta de atenção na defesa e é derrotado por 3 a 0 pelo Vitória no Barradão

05 de Novembro de 2019 - 22h36 Corrigir A + A -

Por: Vinícius Guerreiro
vinicius.guerreiro@diariopopular.com.br

Xavante errou muito na defesa e acabou derrotado no Barradão  (Foto: Pietro Carpi/ECV)

Xavante errou muito na defesa e acabou derrotado no Barradão (Foto: Pietro Carpi/ECV)

Foi uma noite de terça-feira (5) que começou animadora para o Brasil, pela apresentação nos 20 minutos inicias, e terminou de maneira oposta. O Xavante acabou apresentando uma falta de concentração defensiva e acabou sendo dominado, no segundo tempo, pelo Vitória. No fim, o rubro-negro pelotense foi derrotado por 3 a 0 pelos baianos no Barradão, pela 33º rodada da Série B. A boa notícia ficou por conta de que nenhuma das equipes do Z-4 venceram e o Xavante mantém uma confortável distância de oito pontos para a zona de rebaixamento. Na próximo sábado, o rubro-negro recebe o Oeste, às 19h, no Bento Freitas.

"Um grande primeiro tempo e acabou pecando em uma desconcentração no fim. A minha conversa era manter um equilíbrio e com dois minutos voltamos a tomar um gol em novo erro de concentração. Desta vez, em uma bola parada, onde tu treina muito. E aí ficou muito difícil de recuperar. Acabamos errando novamente", analisou o técnico Bolívar.

Esse foi o mesmo sentimento que os atletas passaram ao deixar o gramado do Barradão. O goleiro Carlos Eduardo classificou a postura rubro-negra como atípica. "Sabíamos que tínhamos que ter concentração nas duas fases. Tanto na defesa, quanto no ataque. Não sei o que faltou. Se faltou entrega. Foi um jogo atípico. Que sirva de lição", afirmou.

A partida
Um Brasil mais leve. Essa foi a impressão nos primeiros 15 minutos. O Xavante jogava com a bola no chão, tinha aproximação e trocava passes com precisão. Apesar de ter sofrido a primeira finalização da partida, quando Lucas Cândido aproveitou erro de Nirley para chutar cruzado aos cinco minutos, o rubro-negro controlou as ações pela metade da etapa inicial. Poderia ter aberto o placar com Queiroz, após o atacante tabelar com Murilo Rangel. A finalização passou raspando a trave. Aos 23 minutos, em cruzamento de Ednei, Nirley também cabeceou com perigo. Pouco depois, após nova jogada pela esquerda, a zaga cortou antes que Queiroz pudesse cabecear para fazer o gol.

Porém, aos poucos o rubro-negro começou a recuar e diminuiu o ritmo. Até que, aos 45 minutos, a zaga cochilou e assistiu a Eron e Anselmo Ramon tabelarem. O centroavante teve espaço para cruzar e Lucas Cândido subiu livre às costas de Ednei para abrir o placar.

A ida para o vestiário não melhorou a postura rubro-negra. O novo erro de concentração apareceu logo aos dois minutos. Na falta cobrada para a área, Everton Sena surgiu livre entre os defensores Xavantes para ampliar. O gol cedo foi um nocaute no time Xavante. O reflexo foi um novo erro. Desta vez, na saída de bola. Nirley fez um passe ruim para Jatobá que não dominou. Eron roubou e decretou o placar final.


Ficha técnica
Vitória; Martín Rodriguez; Van, Everton Sena, Ramon e Carleto; Rodrigo Andrade (Baraka), Lucas Cândido, Léo Gomes (Romisson) e Eron; Felipe Garcia e Anselmo Ramon (Felipe Gedoz). Técnico: Geninho

Brasil
Carlos Eduardo; Ednei, Bruno Aguiar,Nirley e Formiga; Leite (Pereira), Jatobá, Murilo Rangel (Washington), Juba (Cristian) e Ari Moura; Guilherme Queiroz. Técnico: Bolívar

 


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados