Série B 2021

Discurso muda no Xavante após a goleada sofrida para o Vitória

Coordenador técnico Hélio Vieira falou, pela primeira vez, na impossibilidade de evitar a iminente confirmação matemática do rebaixamento à Série C

24 de Outubro de 2021 - 21h38 Corrigir A + A -
Revés no Barradão foi o primeiro por goleada nesta campanha xavante na Série B (Foto: Maurícia da Matta)

Revés no Barradão foi o primeiro por goleada nesta campanha xavante na Série B (Foto: Maurícia da Matta)

O Brasil segue seu calvário com destino ao rebaixamento à terceira divisão nacional. Após a goleada sofrida para o Vitória, neste sábado (23), restam sete compromissos para o time de Jerson Testoni finalizar o ano. São 21 pontos em disputa, e a distância para fora do Z-4 já está em 15 pontos. É questão de tempo, portanto, para a confirmação matemática da queda.

Depois da derrota na capital baiana, o coordenador de futebol do clube, Hélio Vieira, falou abertamente algo que ainda não havia sido externado: "praticamente ficamos fora de qualquer possibilidade de manutenção na Série B. Já estamos pensando e nos organizando para a temporada de 2022. É isso que tem que ser feito".

A tendência, de agora em diante, é que o processo de saída de atletas seja acelerado. Hélio não escondeu que alguns nomes já podem deixar a Baixada ao longo dos próximos dias. "O grupo vem sendo constantemente avaliado e provavelmente haja dispensas durante a semana. Essa avaliação está acontecendo. Alguns tiveram níveis de atuação que nos fazem achar suficiente para serem mantidos. Com outros, é o contrário. Claro que é preciso uma reformulação bem grande", afirmou.

Testoni pede desculpas à torcida

O Xavante até criou ocasiões de gol no Barradão, mas apresentou falhas defensivas frequentes que o Leão soube aproveitar. Em espaço de 15 minutos, tomou três gols e viu a partida ser decidida. "Acho que, dentro do plano para o jogo, estávamos fazendo um bom futebol até o primeiro gol. O jogador não pode ter a liberdade que teve ali. O segundo gol é uma bola nos nossos pés, infelizmente erramos o passe mesmo sem pressão, com a bola descoberta. O terceiro vem de uma falta", avaliou o técnico Jerson Testoni na coletiva.

A falta de maior consistência defensiva também foi comentada pelo treinador. Ele não tentou minimizar o momento. Pelo contrário: pediu desculpas ao torcedor e disse entender todas as críticas. "O momento é difícil. Deixamos claro que já viemos pensando no próximo ano. Os atletas estão tentando dar o máximo. Vamos trabalhar com esse pessoal até o final, com dignidade. É uma camisa pesada", falou.

Próximo compromisso

O Xavante volta a jogar na quinta-feira (28), às 21h30min, diante do Náutico, no estádio Bento Freitas, pela 32ª rodada da Série B 2021.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados