Brasileirão

Derrota dentro de casa

Após 12 anos sem ganhar em Porto Alegre, Vasco faz 1 a 0 e quebra invencibilidade colorada no Beira-Rio

20 de Outubro de 2019 - 20h31 Corrigir A + A -
Time colorado perdeu chance de encostar no G-4. (Foto: Carlos Gregório Jr - Vasco)

Time colorado perdeu chance de encostar no G-4. (Foto: Carlos Gregório Jr - Vasco)

Depois de 12 anos, o Vasco da Gama venceu um jogo em Porto Alegre pelo Campeonato Brasileiro. Pela 27ª rodada, o Cruzmaltino visitou o Internacional, na tarde deste domingo (20), e impôs ao Colorado a primeira derrota em casa pelo Brasileirão. Com 1 a 0 no placar, a equipe carioca chegou aos 37 pontos e segue na 11ª posição. Já o Inter é o sexto colocado, com 42 pontos.

Internacional e Vasco protagonizaram um início de jogo de poucas chances. No Beira-Rio foram os visitantes que assustaram primeiro. Aos 23 minutos, Felipe Ferreira soltou o pé para boa defesa de Marcelo Lomba. Na sobra, Rossi recolocou a bola na área e Heitor na tentativa de afastar o perigo quase mandou contra o próprio gol.

A resposta colorada veio logo na sequência com D'Alessandro. O meia arriscou o chute de fora da área e viu Fernando Miguel se esticar todo para salvar o Cruzmaltino. Já aos 43 minutos, D'Alessandro pegou a bola na quina da grande área e bateu com maestria, no ângulo, sem nenhuma chance para Fernando Miguel. O lance, porém, foi revisado no VAR. Após cinco minutos, a arbitragem pegou uma falta de Victor Cuesta no início da jogada e anulou o gol colorado.

Se no primeiro tempo não teve bola na rede, na volta do intervalo, o Vasco precisou de apenas sete minutos para abrir a contagem. Marrony recebeu ótimo cruzamento de Henrique e desviou para a chegada de Rossi. O camisa 7 bateu no cantinho e fez a defesa. Mas no rebote, a bola sobrou na boa para Marrony estufar as redes: 1 a 0.

Correndo atrás do prejuízo, o Internacional passou a controlar ainda mais a posse de bola. E chegou a criar boas oportunidades com D'Alessandro, Sarrafiore, Victor Cuesta e Guerrero, mas parou na ótima atuação do goleiro Fernando Miguel.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados