Logística

Delegação xavante parte de avião direto de Pelotas para enfrentar o Volta Redonda

Sem a tradicional ida de ônibus até Porto Alegre, Brasil estima ganhar oito horas no trajeto ao Rio de Janeiro antes do jogo deste domingo (15)

13 de Maio de 2022 - 20h01 Corrigir A + A -
Elenco, jogadores e staff dormem no Rio de Janeiro nesta sexta e partem à cidade do jogo no sábado (Foto: Volmer Perez - GEB)

Elenco, jogadores e staff dormem no Rio de Janeiro nesta sexta e partem à cidade do jogo no sábado (Foto: Volmer Perez - GEB)

O Grêmio Esportivo Brasil iniciou nesta sexta-feira (13) o deslocamento até a cidade de Volta Redonda, onde encara o time da casa no domingo (15), pela sexta rodada da Série C, às 18h. E com uma novidade logística importante. A delegação xavante deixou Pelotas no início da noite, de avião, direto a São Paulo. De imediato, na capital paulista, a comitiva pegou um voo até o Rio de Janeiro.

A aceleração do percurso deve fazer jogadores e comissão técnica, além dos demais membros do staff, encurtarem o período em oito horas. Na noite de sábado (14), então, será feito o deslocamento obrigatório de ônibus da capital carioca até Volta Redonda. São cerca de 130 quilômetros.

À TV Xavante antes do embarque, já no aeroporto João Simões Lopes Neto, o técnico Jerson Testoni comentou: "O deslocamento até Porto Alegre era muito difícil, tanto na ida quanto na volta. Essa logística vai nos ajudar bastante".

Em 14º lugar da Série C, com seis pontos em cinco jogos, o Rubro-Negro luta para entrar no G-8 da competição. A distância momentânea é de dois pontos. Já o Voltaço, adversário da vez, está em nono lugar.

Outras vítimas da ação da BM fazem exame de corpo de delito

Seguem avançando as investigações para identificar os responsáveis pelas agressões a 12 torcedores xavantes após a partida de 1º de maio, contra o São José, em Porto Alegre, que levou um deles, Raí Duarte, ao hospital em estado grave.

Seis testemunhas compareceram nesta sexta à Delegacia de Pronto Atendimento (DPPA) de Pelotas para registrar ocorrência e realizar exame de corpo de delito. Elas foram acompanhadas pelo advogado nomeado pela comissão instituída pelo conselho do Brasil sobre o caso.

A tendência é que o número aumente e todos os 11 (Raí segue internado na capital) prestem depoimento na sede do Ministério Público em Pelotas, na próxima semana. Doze policiais envolvidos foram afastados mas seguem trabalhando internamente, e o inquérito da BM ainda apura os fatos.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados