Série C 2022

Com chance de deixar o Z-4, Brasil recebe o Botafogo-PB neste domingo

Para manter momento positivo, Xavante reduziu preço dos ingressos de olho no jogo das 11h, no Bento Freitas

02 de Julho de 2022 - 22h03 Corrigir A + A -
Na coletiva pré-jogo, comandante rubro-negro elogiou o comprometimento do grupo (Foto: Volmer Perez - GEB)

Na coletiva pré-jogo, comandante rubro-negro elogiou o comprometimento do grupo (Foto: Volmer Perez - GEB)

Após seis anos e meio defendendo o Xavante, Leandro Camilo visitará o Bento Freitas como adversário (Foto: Cristiano Santos - Botafogo-PB)

Após seis anos e meio defendendo o Xavante, Leandro Camilo visitará o Bento Freitas como adversário (Foto: Cristiano Santos - Botafogo-PB)

Após somar quatro pontos nos últimos dois jogos, o Brasil já transmite uma nova sensação ao torcedor. E pode até mesmo sair da zona de rebaixamento da Série C. Neste domingo (3), às 11h, pela 13ª rodada, o Xavante recebe o Botafogo-PB, no Bento Freitas. Com dez pontos e ocupando o 19º lugar da tabela, a equipe dirigida por Thiago Gomes precisa vencer e torcer por tropeço do Confiança, além de derrotas de dois entre Campinense, Vitória e Ferroviário.

A tarefa, porém, não será fácil. O Belo, adversário da vez, soma 20 pontos e, mesmo tendo feito uma partida a menos no campeonato, está na quarta colocação. Na casamata paraibana estreará o técnico Itamar Schülle, que passou pela Baixada em 2008 e, há um mês, chegou a negociar com o clube para substituir Jerson Testoni. Além dele, outro velho conhecido dos rubro-negros é Leandro Camilo, um dos maiores defensores da história xavante.

Todos esses elementos fazem da manhã de domingo uma ocasião especial para o torcedor comparecer ao estádio. A direção reduziu o preço dos ingressos: R$ 20, sendo R$ 10 tanto a meia-entrada quanto o valor promocional para sócios em dia que comprarem um bilhete e entregarem a um terceiro. Neste sábado, a Central de Sócios fica aberta das 9h às 20h.

Mazetti ou Matheusinho; Marllon ou Jonatha Carlos

Pela primeira vez na Série C, o Brasil terá dois centroavantes habilitados para um jogo. O titular, conforme explicou Thiago Gomes na coletiva desta sexta, continuará sendo Thiago Santos. Mas Júnior Pirambu, recuperado de lesão muscular na panturrilha, retorna e fica disponível no banco de reservas. “São dois excelentes jogadores, e essa disputa potencializa o treinamento, ambos evoluem”, comentou o treinador.

As boas notícias não param por aí. O volante e capitão Karl retorna de suspensão e deve reassumir posto ao lado de Macaé como volante. As dúvidas são mais à frente. O ponta direita pode ser Lucas Mazetti ou Matheusinho, enquanto a disputa para a função de meia central envolve Marllon, titular contra o Paysandu, e Jonatha Carlos.

“É um problema que todo treinador quer ter. Teve uma evolução muito legal de todos no treinamento. O Matheusinho entrou muito bem, tem bom 1 x 1, nos dá profundidade. O Mazetti nos ajuda muito naquela posição, taticamente é muito importante para a equipe. Vamos deixar essa surpresa para a hora do jogo, uma hora antes”, acrescentou Thiago.

Ao responder as perguntas da imprensa, o comandante rubro-negro também elogiou a bola parada do Botafogo. E ressaltou que a análise de padrões táticos do rival, mesmo após uma troca recente de técnico, vai influenciar os detalhes do plano de jogo do Brasil. O treinador rasgou elogios ao elenco, citando o comprometimento, e afirmou que as atividades das últimas duas semanas “evoluíram muito”.

O adversário

O compromisso mais recente do Belo foi em 19 de junho, quando a equipe venceu o Atlético-CE por 2 a 0. Nesta partida, aliás, Leandro Camilo recebeu o prêmio de melhor em campo após votação da torcida em rede social. O ex-zagueiro do Brasil é titular absoluto no time de João Pessoa e, pela primeira vez desde o fechamento do ciclo na Baixada, enfrentará o Xavante.

Desde o último jogo, porém, muita coisa mudou. O técnico Gerson Gusmão trocou o Botafogo pelo Remo, adversário direto na parte de cima da tabela. Ao anunciar a saída do treinador, o presidente Alexandre Cavalcanti chamou os paraenses de “filial do Norte”, gerando um clima tenso entre os clubes. A chegada de Itamar Schülle não demorou e, por conta do adiamento do duelo diante do Mirassol, na rodada passada, o catarinense, ex-Concórdia, teve quase duas semanas de trabalho.

“Você pode chegar e manter o arroz, o feijão e a salada que te sustentam. Mas às vezes você coloca um pouquinho mais de sal, de pimenta, de vinagre, uma temperada diferente. O importante é que não faça mal”. Esta foi a analogia feita por Schülle para abordar as possíveis alterações na equipe paraibana. No elenco está Adilson Bahia, atacante que passou pelo Pelotas em 2015 e 2016. Ele costuma ser reserva.

Placar

13ª rodada – Série C

Sábado (2)

  • 15h – Floresta x Altos
  • 17h – Manaus x Ferroviário
  • 18h – Confiança x Volta Redonda
  • 19h – Vitória x Figueirense

Domingo (3)

  • 11h – Brasil x Botafogo-PB
  • 16h – Mirassol x Atlético-CE
  • 17h – Remo x Paysandu
  • 18h – Campinense x Botafogo-SP
  • 19h – Ypiranga x São José

Segunda (4)

  • 20h – Aparecidense x ABC

Prováveis escalações

Brasil: Otávio; Marcelinho, Gilberto Alemão, Rafael Castro e Gabriel Araújo; Karl, Macaé, Mazetti (ou Matheusinho), Jonatha Carlos (ou Marllon) e Paulo Victor; Thiago Santos. Técnico: Thiago Gomes.

Botafogo-PB: Victor Golas; Elias, Leandro Camilo, Paulo Vitor e Salomão; Pablo, PH, Alessandro, Nadson e Leilson; Gustavo Coutinho. Técnico: Itamar Schülle.

Horário: 11h deste domingo.

Ingressos: R$ 20.

Transmissão: TV NSports.

Arbitragem: Luiz Augusto Tisne.

Local: Bento Freitas.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados