Futebol

Brasil vence o Sindicato dos Atletas do RS por 5 a 2 em último amistoso

Xavante encerra jogos de preparação com duas vitórias e um empate

21 de Janeiro de 2022 - 22h33 Corrigir A + A -

Por: Fernando Rascado
esporte@diariopopular.com.br

Gabriel Araújo abriu o placar em cobrança de falta (Foto: Volmer Perez - GEB)

Gabriel Araújo abriu o placar em cobrança de falta (Foto: Volmer Perez - GEB)

O Brasil encerrou os amistosos de pré-temporada vencendo o Sindicato dos Atletas Profissionais do Estado do Rio Grande do Sul (Siapergs) por 5 a 2, nesta sexta-feira (21), no estádio Bento Freitas.

Não foi desta vez que o técnico Jerson Testoni conseguiu colocar em campo o time considerado ideal. O atacante Bruno Paulo conseguiu fazer sua estreia  após se recuperar do Covid-19, porém o lateral-esquerdo Henrique Ávila e o volante Juliano foram preservados, mas não preocupam para a estreia. Nos lugares entraram Gabriel Araújo e Ruan respectivamente.

Os gols do Rubro-Negro foram marcados por Gabriel Araújo, Thiago Santos, Luiz Felipe, Gandon contra e Léo Ferraz. Natan e Kayan descontaram para o adversário. 

Agora é valendo! O Xavante volta a campo no dia 26 contra o Aimoré, às 21h30min, no estádio Cristo Rei, pela 1ª rodada do Campeonato Gaúcho.

O jogo

Como esperado, o Brasil começou a partida com iniciativa. A primeira chance surgiu aos 13 minutos, Karl fez grande lançamento, quebrando as linhas, e deixou Marcelinho livre, invadindo a área em velocidade, mas a finalização saiu fraca e Arthur fez a defesa.

O Xavante abriu o placar aos 25 minutos de jogo. Gabriel Araújo cobrou falta e mesmo sem ângulo a bola encobriu o goleiro Arthur que não achou nada, 1 a 0.

Não demorou muito e o Rubro-Negro ampliou o marcador. Aos 29, após boa troca de passes, Marcelinho arriscou da entrada da área, o goleiro deu rebote e Thiago Santos não desperdiçou, 2 a 0. 

O Sindicato descontou aos 43 minutos. O árbitro marcou pênalti em um toque na mão da zaga. Natan cobrou forte no canto direito e Marcelo acertou o lado, mas não conseguiu fazer a defesa, 2 a 1.

Etapa final

Para dar ritmo de jogo, o técnico Jerson Testoni colocou uma nova equipe no segundo tempo. Aos 10 minutos, Luiz Felipe fez ótima jogada individual, mandou a bomba e o goleiro Arthur espalmou.

O Brasil seguiu dominando a partida, porém assim como foi contra o São José, com as inúmeras mudanças o jogo caiu de ritmo.

Em uma das chances, aos 26 minutos, Luiz Felipe aproveitou um rebote e soltou a bomba, mas a bola bateu na zaga e saiu para escanteio.

Logo depois, após ótimo cruzamento de Herisson, Paulo Victor mandou de cabeça para fora, perdendo boa chance de ampliar.

Aos 34 minutos veio a confirmação da vitória. Aos 34 minutos, Luiz Felipe fintou o zagueiro e finalizou, a bola desviou na zaga e encobriu o goleiro, 3 a 1.

Aos 39 minutos, bola na área do Sindicato e Gandon mancou de cabeça contra, 4 a 1. No minuto seguinte, Kayan invadiu a área e mandou um chute na trave e entrou, descontando o marcador, 4 a 2.

E deu tempo para o Brasil marcar mais um. Cruzamento e Léo Ferraz de cabeça definiu a vitória por 5 a 2 para o Xavante.

Ficha técnica

Brasil: Marcelo (Vitor Luiz) (Victor Brasil); Marcelinho (Herisson), Fernando (Pedro Miritz), Helerson (Rafael Castro) e Gabriel Araújo (Matheus Campos); Ruan (Felipe Leitzke) (Fernandinho), Karl (Luiz Meneses), Bruno Paulo (Paulo Victor) e Marllon (Luizinho); Joanderson (Luiz Felipe) e Thiago Santos (Léo Ferraz). Técnico: Jerson Testoni

Siapergs: Arthur (Leonardo), Jheferson Falcão (Felipe Gatusso), Leozão (Gandon), Wagner Fogolari (Yuri), Ben-Hur (Cordova), Bruno Gaúcho (Bica Jr), Rafael Campos (Yago), Igor Cambraia (Kayan), Natan (Gabriel Serpa), Jefferson Luis (Téo) e Rafinha Carletti (Goiano). Técnico: Paulo Guedes

Gols: Gabriel Araújo (B), Thiago Santos (B), Natan (S), Gandon contra (B), Luiz Felipe (B), Kayan (S) e Léo Ferraz (B)

Árbitro: Maicon Motta

Local: Estádio Bento Freitas


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados