Pandemia

Brasil realiza testes de Covid-19 na Baixada

Atletas e funcionários passaram por bateria de exames na tarde desta segunda-feira

06 de Julho de 2020 - 19h32 Corrigir A + A -

Por: Vinícius Guerreiro
vinicius.guerreiro@diariopopular.com.br

Zagueiro Luiz Felipe foi um dos avaliados nesta segunda-feira (Foto: Carlos Insaurriaga/GEB)

Zagueiro Luiz Felipe foi um dos avaliados nesta segunda-feira (Foto: Carlos Insaurriaga/GEB)

Um por um, os jogadores do Brasil passaram pelo vestiário do Bento Freitas e foram testados para Covid-19 na tarde desta segunda-feira (6). Esse foi o primeiro passo para o Xavante retomar a temporada 2020. Os resultados devem ficar prontos nos próximos dias, mas o Rubro-negro terá que esperar pelo menos até a próxima semana para iniciar os treinamentos individuais. No decreto anunciado nesta segunda, a prefeita Paula Mascarenhas (PSDB) voltou a vetar o futebol.

“Na sexta não havia saído a definição da bandeira. De lá pra cá as coisas mudaram. Com a proibição das academias, o futebol está incluído. Isso pode ser mudado na próxima semana, esperamos que mude”, afirmou a prefeita.

Caso o veto seja mantido apenas por essa semana, o Brasil não terá uma perda significativa de dias de trabalho. Os resultados dos 70 testes realizados nesta segunda, serão conhecidos na quarta-feira. Assim, os atletas só poderiam iniciar as atividades individuais a partir dos resultados serem divulgados. Além disso, a nova comissão técnica, chefiada por Hemerson Maria, e alguns atletas, que chegaram neste final de semana em Pelotas, precisam cumprir a quarentena de dez dias antes de efetivamente trabalharem no Bento Freitas. 

“Depois desses testes, dos resultados, vamos poder planejar o resto. Agora é começar a organizar e voltar aos treinamentos físicos”, destacou o vice-presidente de futebol, Giovanni Alcântara.

Reforços

A reapresentação do elenco e da comissão técnica também intensifica o trabalho da direção na busca por reforços. Alcântara afirmou que o clube irá contratar quatro jogadores nesta etapa de preparação.

Na manhã desta segunda o nome de Felipe Gil ganhou força para o cargo de executivo de futebol do clube. O profissional pediu desligamento do Figueirense e está livre no mercado. Antes da pandemia, Gil já havia recebido uma ligação do presidente Ricardo Fonseca.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados