Teste

Brasil enfrenta o São José em reencontro com a torcida

Rubro-Negro disputa amistoso contra o Zequinha neste sábado, às 17h30min, no Bento Freitas

15 de Janeiro de 2022 - 09h51 Corrigir A + A -

Por: Fernando Rascado
esporte@diariopopular.com.br

Xavante voltará a jogar em casa depois de 55 dias (Foto: Volmer Perez - GEB)

Xavante voltará a jogar em casa depois de 55 dias (Foto: Volmer Perez - GEB)

Quase dois meses depois o Brasil volta a entrar em campo no estádio Bento Freitas. A última vez foi no dia 21 de novembro, na derrota por 1 a 0 para o Botafogo pela Série B do Campeonato Brasileiro. Dentro deste período muita coisa mudou no Xavante. Praticamente todo o elenco saiu. Dos que vinham jogando, apenas o goleiro Marcelo permaneceu. A comissão técnica foi mantida, mas um novo time foi montado. O torcedor voltou a acreditar no sucesso do clube em 2022. Uma nova campanha de sócios foi lançada e em poucos dias o Rubro-Negro passou da marca dos três mil associados.

Antes da bola rolar pelo Gauchão, o Brasil segue na pré-temporada e o jogo deste sábado servirá para isso. O amistoso será contra o São José, às 17h30min. Sócios em dia, de todas as modalidades, têm livre acesso. Para o não sócio o ingresso custará R$ 20,00 inteira; R$ 10,00 meia entrada (venda somente na Central de Sócios). Será obrigatório o uso de máscara e apresentação do cartão de vacinação ou passaporte vacinal. Os acessos serão pelo portão 2 (arquibancada Sul), portão 3 (sociais), portão 4 (cadeiras) e portão 7 (arquibancada Norte). Os portões abrem às 16h30min.

Este será o segundo teste do Xavante na pré-temporada. Antes, a equipe do técnico Jerson Testoni empatou em 1 a 1 contra o Guarany de Bagé em jogo-treino disputado na Arena Marini. E o duelo contra o Zequinha pode não ser o último antes da estreia contra o Aimoré, no dia 26, em São Leopoldo. Na sexta, dia 21, o Brasil deve enfrentar o Sindicato dos Atletas em novo jogo-treino.

No teste contra o Alvirrubro de Bagé, Testoni utilizou um time diferente em cada tempo. Desta vez, ele pretende dar mais minutagem para os titulares. “Dentro de um planejamento, provavelmente vamos dar mais tempo de jogo, até pra ritmar um pouco mais, e claro que a gente precisa da resposta dos nossos atletas, da individualidade de cada um. Eu volto a repetir que o mais importante do amistoso é condicionar, ritmar e observar. O resultado é o menos importante neste momento.”

Os dois reforços mais recentes, o lateral-direito Marcelinho e o volante Luiz Meneses, estão treinando e devem participar do amistoso. “Os dois estão à disposição. O Marcelinho deve iniciar, já que fez uma semana de preparação no Confiança, onde estava treinando normalmente. O Luiz Meneses vai ficar à disposição, está trabalhando normal com o grupo e deve ser utilizado em alguns minutos para ritmar e condicionar também.”

Um provável Brasil pode ter: Marcelo Marcelinho, Fernando, Helerson, Ávila, Juliano Pacheco, Karl, Gabriel Araújo, Marllon, Joanderson e Bruno Paulo.

Sobre o Adversário
Pensando no amistoso, Testoni considera ser um desafio diferente em relação ao jogo-treino contra o Guarany em função das características do Zequinha. “O São José tem o Pingo de treinador, que é um cara que gosta da bola. É um jogo mais apoiado, técnico, meio parecido com a metodologia que estamos procurando implementar aqui. Eu acredito que seja um jogo muito disputado, eles têm um entrosamento muito grande, já que mudaram poucas peças da Série C.”

Sobre a pré-temporada, o comandante rubro-negro se mostra satisfeito com o trabalho até o momento. “Considero positivo. O futebol não tem uma receita concreta de sucesso, mas o perfil do grupo que está trabalhando no Brasil, a gente fica muito feliz. São atletas que se sentem honrados por vestir essa camisa. O clima está muito legal. Sobre a parte tática, técnica e física a gente também está feliz. Todos estão entendendo bem nossas ideias. Eu acho que esse momento é pra dar essa organização, para eles entenderem a forma que vamos jogar, nosso modelo, e os atletas estão compreendendo e executando. Tenho certeza que vamos formar uma equipe muito competitiva.”


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados