Há otimismo

Brasil ainda negocia patrocínio master

Clube aguarda contato do Banrisul para encaminhar renovação da parceria. Por enquanto, uniforme segue com tarja sobre a marca do banco

18 de Janeiro de 2022 - 16h54 Corrigir A + A -
Rubro-Negro, de Karl, jogou contra o São José sem expor o logo do  banco estatal, que ainda não renovou (Foto: Volmer Perez - GEB)

Rubro-Negro, de Karl, jogou contra o São José sem expor o logo do banco estatal, que ainda não renovou (Foto: Volmer Perez - GEB)

Quem acompanhou o amistoso do Brasil contra o São José, no último sábado (15), notou que o uniforme de jogo do Xavante tinha uma tarja preta pouco abaixo do peito, onde costuma ficar exposta a marca do patrocinador master. Restando uma semana para o início do Campeonato Gaúcho, o clube ainda não assinou contrato, mas deve renovar a parceria com o Banrisul por mais um ano.

O último vínculo se encerrou no final de 2021 e, desde então, a direção rubro-negra conversa com representantes do banco. Apesar da indefinição momentânea, há otimismo sobre um desfecho positivo. “Estamos aguardando o contato, porque os patrocínios deles todos passam por um comitê, até por ser uma empresa estatal. Com certeza tem muita chance de renovação. Já fizemos algumas abordagens para esse acerto”, diz Vinicius Colvara, um dos principais encarregados da parte comercial do Brasil na nova gestão.

A prioridade dentro do Bento Freitas é dar sequência a parceiros de longa data. O Xavante foi procurado por uma empresa interessada em elaborar um pacote de patrocínio master apenas para o Gauchão, mas negou e preferiu manter a possibilidade de renovar com o Banrisul. “É um parceiro de muitos anos, importante para o clube”, resume Colvara. O banco vinculado ao Estado estampa o logo na camisa de jogo do Brasil desde 2018.

Outras parcerias

O trabalho nos bastidores já resultou em alguns patrocínios acertados para 2022. Além da Havan, que aparecerá na manga do uniforme, e da Biscoitos Zezé, parceira há dez anos e que estará na parte frontal da camisa, o clube também segue com a Porto 5 e a RodOil ao menos até o fim da temporada.

A negociação para renovar com a Osirnet se encontra em estágio avançado. Já o calção terá a marca da Radiolog, outra empresa de Pelotas. “Não tem sido fácil, o mercado está bem difícil. A gente aposta muito na campanha de sócios, em pequenos patrocínios e apoios que, talvez somados, se transformem num grande”, explica Vinicius, relevando ainda o lançamento, em breve, de um pacote de exposição para marcas nas redes sociais do Brasil.

Arquibancada da JK e gramado

Para receber torcedores na partida diante do Grêmio, em 29 de janeiro, a primeira do time de Jerson Testoni como mandante no Gauchão 2022, a arquibancada da Juscelino Kubitschek precisa da vistoria do Corpo de Bombeiros e da Brigada Militar. O mais novo espaço da Baixada, denominado Módulo Thiago Perceu, vai acrescentar cerca de três mil lugares à capacidade do estádio.

A gente já solicitou a vistoria junto aos Bombeiros e eles fazem o agendamento. Agora é questão de tempo, deve acontecer ainda nessa semana”, projeta Otávio Nogueira, supervisor administrativo do Xavante. Após a checagem dos Bombeiros, a BM entra em cena para fazer o mesmo.

Já a condição do gramado do Bento Freitas está melhorando ao longo das últimas semanas. O motivo é o aumento da irrigação, estimulada pelas intensas chuvas recentes, o que tende a deixar o campo em bom estado para o jogo diante do Grêmio. A instalação de um poço artesiano e a automatização de um sistema de irrigação devem ser pautas do clube para qualificar a grama futuramente.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados