Série D

Atacar, marcando

Zagueiro Fábio Alemão destaca a importância do Pelotas neutralizar os contra-ataques do Novorizontino no sábado

19 de Novembro de 2020 - 13h01 Corrigir A + A -

Por: Vinícius Guerreiro
vinicius.guerreiro@diariopopular.com.br

Fábio Alemão reassumiu a condição de titular nas últimas rodadas (Foto: Tales Leal/ECP)

Fábio Alemão reassumiu a condição de titular nas últimas rodadas (Foto: Tales Leal/ECP)

O Lobo tem a terceira melhor defesa do grupo 8 com sete gols sofridos em 12 jogos. Uma média de menos de um gol por jogo, algo para ser elogiado no contexto geral. O problema é que destes sete gols, seis foram na Boca do Lobo.

Neste sábado, na última partida em casa na primeira fase, o Pelotas terá uma missão complicada ao enfrentar o Novorizontino, líder do grupo e dono de um ataque que marcou 14 vezes na competição. O Áureo-cerúleo terá que apresentar uma defesa muito sólida e um ataque ainda mais eficiente, já que o time paulista levou apenas três gols.

Para o zagueiro Fábio Alemão, a vitória passa por dois pilares: a manutenção da posse da bola e o conceito denominado de atacar marcando. “Atacar marcando, estar atento nos contra-ataques e erros. Principalmente valorizar a posse de bola e não sofre o contra-ataque”, destacou o zagueiro, que deu coletiva virtual nesta quarta-feira (18) à tarde.

Em relação aos gols sofridos em casa, o defensor justifica pela postura ainda mais ofensiva do Áureo-cerúleo quando joga em casa. “Acredito que tomamos esses gols em casa por nossa equipe estar propondo ainda mais o jogo. Nossa equipe se propõe a construir desde lá de trás, um time que joga por um erro como a maioria dos adversários, tem a tendência de não tomar tantos gols. Vamos trabalhar para melhorar”, disse o defensor.

Covid-19
O Pelotas divulgou na manhã desta quarta que um jogador positivou nos testes pré-jogo. O atleta não teve o nome revelado, mas está assintomático e isolado.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados