Série C

Alerta ligado no Bento Freitas

Sem conseguir embalar na competição, Brasil volta a se afastar da zona de classificação. Próximo jogo é contra o Figueirense em casa

16 de Maio de 2022 - 20h52 Corrigir A + A -

Por: Fernando Rascado
esporte@diariopopular.com.br

Victor Jesus recebeu a primeira chance no time de Testoni (Foto: Volmer Perez - AI GEB)

Victor Jesus recebeu a primeira chance no time de Testoni (Foto: Volmer Perez - AI GEB)

Ainda sem vencer fora de casa na temporada, o Brasil segue sem engrenar na Série C do Campeonato Brasileiro. A derrota por 3 a 1 para o Volta Redonda, no domingo, fez o Xavante terminar o fim de semana em 15º, com apenas seis pontos em 18 disputados. Faltando três jogos para terminar a rodada, o Rubro-Negro está dois pontos na frente do Vitória, primeiro time dentro do Z-4. A equipe baiana entra em campo nesta quarta-feira (18), às 20h30min, contra o Botafogo-PB, no Barradão, e poderá ultrapassar o Brasil em caso de vitória. Já para o G-8, a distância está em três pontos, porém a tendência é que aumente para quatro após os jogos do meio desta semana.

Diretoria e comissão técnica não estão na mesma sintonia em relação aos objetivos do clube na competição. Em diversas entrevistas na temporada, o vice de futebol, Arthur Lannes, destacou inúmeras vezes que o objetivo é retornar para a Série B. Já o técnico Jerson Testoni vem repetindo que para ele o principal objetivo do Brasil é não ser rebaixado. E até mesmo trabalha com a conta de 18 ou 19 pontos para não cair.

“A gente trabalha com objetivos na competição e o primeiro eu já deixei claro: é chegar aos 18, 19 pontos, que é a permanência, então não vamos fugir disso. Precisamos muito do resultado contra o Figueirense para a gente respirar e chegar mais próximo do pelotão da frente”, disse o treinador após a derrota no Rio de Janeiro.

Sobre a atuação do time contra o Volta Redonda, Testoni elogiou o primeiro tempo, lamentou os gols sofridos e criticou o desempenho na etapa final. “Iniciamos bem o jogo. Acredito que o primeiro tempo foi equilibrado, tivemos além do gol duas bolas na trave do Pirambu. Podíamos ter saído com o empate. O segundo tempo foi mais abaixo, até iniciamos com volume, tentamos abrir a equipe para buscar o resultado, mas infelizmente sofremos o terceiro gol. Depois tentamos buscar a reação, mas tivemos dificuldades defensivas e ofensivas. Foi um dia que se fomos avaliar individualmente estivemos muito abaixo”, afirmou o treinador rubro-negro.

Próximo adversário

A rodada que vem volta a ter contorno decisivo para o Brasil. Um tropeço contra o Figueirense deixaria a equipe em situação delicada para seguir disputando uma vaga entre os oito primeiros e possivelmente coloca o time de volta à zona de rebaixamento. A situação se complica ainda mais olhando a tabela e vendo que, após o jogo diante dos catarinenses, o Xavante tem dois duelos fora de casa, contra ABC e Mirassol, este o atual líder da Série C. A partida contra o time de Florianópolis acontece no sábado (21), às 18h, no Bento Freitas.

Jogos restantes da 6ª rodada

Hoje
20h - Confiança x Ferroviário

Amanhã
18h - Campinense x Ypiranga
20h30min - Vitória x Botafogo-PB


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados