Educação

Estudantes da Zona Sul são destaque na Olimpíada Brasileira de Matemática

Alunos conquistam dez medalhas e 85 menções honrosas na 16ª edição

22 de Janeiro de 2022 - 09h15 Corrigir A + A -
Iago estudava no IFSul e foi medalhista de bronze da 16ª OBMEP (Foto: Jô Folha - DP)

Iago estudava no IFSul e foi medalhista de bronze da 16ª OBMEP (Foto: Jô Folha - DP)

Por Gabriela Borges

web@diariopopular.com.br

A Zona Sul do Estado foi destaque na 16ª edição das Olimpíadas Brasileiras de Matemática das Escolas Públicas e Privadas (OBMEP). Nove estudantes da rede pública e uma estudante da rede privada da região ganharam medalhas na edição 2021, que teve a listagem final divulgada na última terça-feira.

Medalhista de ouro nesta e na edição anterior, Amanda Pagel Blank, 14, estudante da zona rural de São Lourenço do Sul, diz que esperou com ansiedade a aplicação das provas da 16ª OBMEP, que deveriam ocorrer em 2020, mas sofreram atrasos em virtude da pandemia. Ela recebeu o seu resultado com surpresa, pois acreditava que o desempenho seria prejudicado pelo período de isolamento. "A pandemia foi radical na minha vida. Eu senti falta da interação social e das aulas presenciais", afirma. Ela lembra que o retorno à escola, no final do ano passado, trouxe mais de esperança. Dedicada, agora se prepara para ingressar no primeiro ano do Ensino Médio e conta com o apoio dos pais para concentrar nos estudos. "Meus pais são agricultores e não tiveram a chance de seguir seus sonhos, porém refletem o oposto disso em mim, me ajudando a correr atrás de tudo que posso", conta.

Professor de Amanda, Gerson Altenburg dá aulas de matemática na Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Francisco Fromming desde 2015. Ele e a escola também receberam premiações na OBMEP. "Tenho o aluno como uma prioridade em sala de aula, o conhecimento dele precisa ser sempre ampliado", ressalta. Altenburg considera importante que outras escolas participem de iniciativas como a OBMEP como incentivo aos alunos e diz que ser reconhecido é combustível para seguir em frente.

Além de Gerson, outros dois professores foram premiados na região: Adriana Nebel Kovalscki, da Emef Martinho Lutero (São Lourenço do Sul) e Luiz Augusto da Silva, do Instituto Estadual de Educação (IEE) São José (São José do Norte). Também receberam premiações a Escola Estadual de Ensino Médio (Eeem) Professor José Veridiano Ferreira, de Canguçu, e IEE São José, de São José do Norte.

Quatro medalhas para Pelotas

Das dez medalhas da região, quatro de bronze foram conquistadas por estudantes de Pelotas: Beatriz Palla Sanches, Diogo Marth e Iago Riveiro, do IFSul, e Manuela Palla Sanches, da Escola de Ensino Fundamental São Francisco de Assis.

Irmãs, Beatriz, de 18 anos, e Manuella, de 13, não escondem a satisfação com o resultado e citam o apoio dos pais e professores como ponto principal em suas jornadas. Manuella, no entanto, lembra ainda a irmã mais velha como grande inspiração. "Ela já tinha participado da edição anterior e me contou como foi", aponta. Já Beatriz explica que, como estava terminando o Ensino Médio, a medalha na OBMEP é reflexo do estudo para os vestibulares.

Mãe da dupla, Fabiana Fagundes Palla, secretária de escola pública, diz que sempre houve o incentivo às irmãs desde pequenas com brincadeiras, jogos, músicas e dança. "Sentimos muito orgulho com o reconhecimento das duas, apesar do mais importante ser a participação e a dedicação."

Também medalhistas, Iago Riveiro, 19, e Diogo Marth, 18, são outros que destacam o papel da família e dos professores. Iago, que atualmente vai para o segundo semestre de Química na UFPel, diz que assim como Beatriz, não conseguiu estabelecer preparação específica para as Olimpíadas, mas antes da pandemia participava de grupo de estudos do IFSul focado nisso. Já Diogo conta que sua principal motivação é o apreço de estudar. "Claro que penso nos resultados, medalhas e novas oportunidades, mas isso não basta para nos sustentar no caminho. Assim, a curiosidade pela área torna o processo todo menos cansativo", aponta. Desde 2015, ele já ganhou medalhas de bronze, prata e ouro na OBMEP.

Um dos responsáveis pela preparação de estudantes do IFSul câmpus Pelotas para olimpíadas estudantis, o professor de matemática Julio Cesar Mohnsam destaca o papel das competições na trajetória dos adolescentes. "Temos muitos alunos ganhadores de prêmios e bolsas de estudos que começaram seu caminho acadêmico competindo em olimpíadas científicas", diz.

Premiados da Zona Sul

OURO
Amanda Pagel Blank, de São Lourenço do Sul - EMEF Francisco Fromming

PRATA
Miguel Hartwig Wendler, de São Lourenço do Sul - EMEF Martinho Lutero
Mileny Blank Kroning, de Canguçu - EEEM Professor Jose Veridiano Ferreira
Wendel de Lemos Coelho, de São José do Norte - IEE São José

BRONZE
Beatriz Palla Sanches, de Pelotas - IFSul
Diogo Marth, de Pelotas - IFSul
Guilherme Jagiela Zanato, de Pedras Altas - EMEF Lago Azul
Iago Riveiro dos Santos Dutra, de Pelotas - IFSul
Letícia Sievert, de Turuçu - EMEF Caldas Junior
Manuella Palla Sanches, de Pelotas - EEF São Francisco de Assis

PROFESSORES
Adriana Nebel Kovalscki, de São Lourenço do Sul - EMEF Martinho Lutero
Gerson Scherdien Altenburg, de São Lourenço do Sul - EMEF Francisco Fromming
Luiz Augusto da Silva, de São José do Norte - IEE São José

ESCOLAS
EEEM Professor José Veridiano Ferreira, de Canguçu
EMEF Francisco Fromming, de São Lourenço do Sul
IEE São José, de São José do Norte

85 MENÇÕES HONROSAS, PARA ESTUDANTES DE:
Arroio Grande; Arroio do Padre; Candiota; Canguçu; Capão do Leão; Cerrito; Chuí; Jaguarão; Santa Vitória do Palmar; Santana da Boa Vista; São José do Norte; São Lourenço do Sul; Pedras Altas; Pelotas, Rio Grande e Turuçu.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados