Comércio

Venda fraca de presentes para o Dia da Mulher

Algumas promoções, divulgadas nas mídias sociais, procuram atrair os clientes

08 de Março de 2019 - 12h00 Corrigir A + A -

Por: Maria da Graça Marques
graca@diariopopular.com.br 

Rosas. Os bombons decorados e, as flores em arranjo especial, têm sido as lembranças preferidas (Foto: Jô Folha - DP)

Rosas. Os bombons decorados e, as flores em arranjo especial, têm sido as lembranças preferidas (Foto: Jô Folha - DP)

Tradicionais. Perfumes, presentes sempre apreciados pelas mulheres,  ainda muito pouco procurados. (Foto: Jô Folha - DP)

Tradicionais. Perfumes, presentes sempre apreciados pelas mulheres, ainda muito pouco procurados. (Foto: Jô Folha - DP)

Presentes bastante desejados para homenagear o público feminino nesta sexta-feira (8), Dia Internacional da Mulher, não estão sendo procurados, segundo os lojistas. Flores, perfumes, joias e bijuterias, chocolates e lingeries são as opções mais tradicionais.

No comércio pelotense, a informação é quase a mesma nestes diferentes segmentos: a procura não ocorreu hoje. “Deve ficar para amanhã (hoje) e sábado”, diz a vendedora de bijuterias Ana Maria Silva. A reclamação estende-se às vendas de um modo em geral. A maioria conta que elas estão muito fracas.

Segundo o presidente do Sindicato do Comércio Varejista (Sindilojas), Renzo Antonioli, despesas extras e de final de férias, somadas aos gastos com a volta às aulas, atrapalham as vendas do varejo em geral. “Fica difícil”, concorda o líder varejista. Até o meio deste mês de março, a situação fica assim, explica.

A exceção são as livrarias e papelarias, que vivem seu melhor momento neste período, lembra Antonioli. A expectativa dos lojistas está voltada agora para esta sexta. Algumas promoções procurarão atrair os clientes, divulgadas nas mídias sociais.

Nas floriculturas, o movimento também deixava a desejar ontem. A opção mais procurada é da rosa em uma unidade, com arranjo especial, vendida por R$ 8,00. “É só uma lembrança”, explica Celina Antunes. Os buquês com meia dúzia de rosas, que custam R$ 50,00, são encomendados, mas em pouca quantidade neste ano, diz. Em chocolate, uma rosa decorada custa R$ 8,50 e é bastante comprada, segundo a vendedora Laurieni Costa.


Comentários


Diário Popular - Todos os direitos reservados